quarta-feira, 19 de abril de 2017

ALVO DAS REFORMAS

De modo injusto, o alvo das reformas que o governo Michel Temer (PMDB) quer fazer é exatamente a classe de assalariados, já tão explorada por esse Brasil afora. São as reformas polêmicas da Previdência Social e a trabalhista, atendendo interesses gananciosas da extrema direita elitista, que só pensa em levar vantagens.
Cadê que se fala em reforma política, que deveria começar por aí, e reforma tributária. Que nada, o negócio é atingir os mais fracos economicamente, os desfavorecidos, os sem voz no Congresso. O país corre grande risco de mais empobrecimento e miséria a partir dessas propostas.
Na verdade, a reforma política não interessa aos legisladores (deputados e senadores), enquanto a reforma tributária pra valer não é de interesse do governo. Assim, parlamentares e governantes tocam o barco conforme suas ambições do momento. Governam e legislam em causa própria e não da nação que tanto precisa do bem coletivo.
Com o banqueiro Henrique Meireles no comando da área econômica deste governo não se poderia esperar diferente. O país vai passar por uma profunda divisão, enquanto a corrupção de políticos e empresários inescrupulosos sugam todo o dinheiro público, deixando à míngua a saúde, a educação, a segurança pública e outros setores vitais que poderiam nos dar desenvolvimento.
É pra isso que o então vice-presidente Temer assumiu a Presidência?  É mais decepção como se não bastassem os governos anteriores que nos puseram no fundo do poço com a maior recessão econômica de todos os tempos e uma corrupção escancarada sem limites – como se um limite fosse tolerável. Não, não é. É apenas modo de dizer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Frustração tributária

Acredite se quiser, mas a reforma tributária ainda está entre as reformas do presidente Michel Temer, que talvez não consiga aprovar nenh...

MAIS VISITADAS