terça-feira, 31 de maio de 2016

Sindsaúde: a hora do grito

facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

SERVIDORES Categoria vai à luta por salários/Divulgação
Em busca de recompor seus salários, que não são sequer mais pagos em dia, o governo Robinson Faria (PSD) vai enfrentar a primeira grande greve de servidores estaduais, conforme anuncia o Sindsaúde RN.

A categoria começa a ser mobilizada a partir da quinta-feira, 2 de junho, com paralisação unificada do funcionalismo estadual, juntando várias categorias dispostas a engrossar as fileiras das reivindicações.

Essa concentração vai se iniciar às 9h no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, zona leste, o principal da rede no Rio Grande do Norte. Daí sairão em passeata até a Governadoria, zona sul.

Mas o pico do movimento vai ser dia 22 de junho com a deflagração da paralisação dos servidores por tempo indeterminado nos hospitais públicos e demais unidades da rede de saúde do Estado.

Para servidores do Sindsaúde que lideram o movimento, acabou a moleza e agora é tempo de cobrar primeiro o pagamento no mês e depois a reposição de perdas salariais engolidas pela inflação.

Dizem que ninguém aguenta mais, enquanto o governador Robinson Faria parece ignorar categorias que precisam sobreviver de seus parcos salários corroídos pelo custo de vida alto. 

Numa reunião na sexta-feira, dia 20, na sede do Sinpol, em Natal, esses servidores decidiram dar um basta e irem à luta pela reposição constitucional da inflação, descumprida pelo governo.

Há uma certa razão, sim. A questão é que o salário mínimo sobe, o custo de vida dispara, impostos são aumentados, mas servidores estaduais não têm sequer um centavo de reajuste.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Empurrão ladeira abaixo

joseaeciocosta.blogspot.com
facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio
Aqui ainda não é a Venezuela, mas estamos mal de situação econômica. Basta acompanhar o que ocorre hoje com a realidade brasileira, para constatarmos quanto é preocupante o quadro atual.

"Em um ano, número de famílias que desceu de classe social chega a quase 1 milhão", diz manchete da Veja.com em seu noticiário econômico.

Afirma também que foi a primeira vez que houve um movimento inverso ao da ascensão socioeconômica que vinha ocorrendo desde 2008.

O site da revista Veja se baseia para sua reportagem em estudo da Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa (Abep), dando números do recuo entre classes sociais no país.

Mostra que, de 2015 para 2016, a classe que abrange famílias com renda média de R$ 4.900 encolheu em 533,9 mil domicílios. O segmento dos que ganham R$ 2.700 perdeu 456,6 mil famílias.

Por aí vai desfilando números, dando conta que, ao mesmo tempo, as classes mais pobres engrossaram suas fileiras. No segmento de famílias com renda média de R$ 1.600, o aumento foi de 653,6 mil domicílios.

Outras 260 mil famílias passaram a fazer parte das classes D e E, com renda média de R$ 768 apenas.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Cheques sem fundos

CHEQUE Caiu quase em desuso
facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

Ainda me lembro do tempo em que o cheque era dinheiro vivo para quem portasse um talonário. O cheque ouro do Banco do Brasil então, não era para todo mundo. Precisava ser cliente de prestígio

Digo isso ao ver hoje em dia a falta de credibilidade do cheque na praça, só recebido com muita restrição e até mesmo vetado em transações comerciais depois da adoção dos cartões de crédito, a moeda da vez.

No Brasil, o índice de devoluções de cheques pela segunda vez, quando é considerado sem fundo, foi de 2,38% em abril recente, revela o indicador da Serasa Experian.

Trata-se do maior patamar registrado desde 1991 para o mês de abril, quando a Serasa passou a fazer o estudo. No total, foram 1.120.883 devolvidos, ante 47.044.915 cheques compensados.
_____________
Lei Seca é pra valer

Em Natal, aqui no Rio Grande do Norte, não é brincadeira. Bebeu e dirigiu pode ser pego pela blitz da Lei Seca. Todo dia tem gente autuada por desobedecer a infração de trânsito.

Pode ser preso, ter a carteira de motorista apreendida, o carro também e ainda pagar multa de quase R$ 2.000. Mesmo assim tem gente que arrisca e termina se dando mal.

Fonte: G1 RN > Lei Seca prende 11 n zona norte de Natal; três taxistas são autuados

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Sindicatos adormecidos

SINDICALISMO Desmobilizado
facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

O clima de pró e contra impeachment no país parece ter adormecido os sindicatos de servidores públicos estaduais no Rio Grande do Norte. Ou terá sido mesmo a crise econômica que se arrasta do governo Dilma Rousseff (PT) afastada, por enquanto, por 180 dias até seu julgamento final?

Seja como for, parece não haver clima para reivindicações salariais no governo Robinson Farias (PSD-RN), cujo governador tirou merecidas férias para viajar com a família, depois de aumentar impostos no Estado e a arrecadação estadual bater recorde. Pernas pro ar!

Enquanto isso, sindicatos desmobilizados e calados, conformam-se com desculpas para a falta de reposição salarial da inflação para servidores estaduais ativos e inativos, que governo nenhum dá ao longo de cada gestão pública, escudando-se na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Até quando?

Assim segue o servidor em sua via crúcis, com salários congelados e achatados e ainda por cima sendo pagos em atraso, ou seja, fora do mês que trabalha ou deveria receber. Até quando? E os sindicatos pagos pelos servidores quando acordam, finalmente, de seu imobilismo?

Cadê afinal o Sindsaúde RN, Sinte RN (educação) e o Sinai RN (administração indireta), entre outros voltados para categorias específicas? - questionava outro dia um revoltado funcionário público sem dinheiro para pagar as contas do mês.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Tchau aos planos de saúde

facebook.com/joseaecio 
twitter.com/joseaecio

Em pesquisa recente, a Agência Nacional de Saúde (ANS) constatou que a fuga de clientes dos planos de saúde no Brasil permanece num processo crescente em decorrência da crise econômica.

Nunca se viu tamanha debandada, que entre 2015 e primeiro trimestre de 2016 atingiu 1,3 milhão de pessoas no país. Como alternativa buscam o Sistema Único de Saúde (SUS), cada vez mais sobrecarregado.

A razão principal seria o desemprego da conjuntura atual, por parte de clientes de planos empresariais, que ao perder o emprego abandonam o plano de saúde, segundo Fábio Tiepolo, Ceo do aplicativo de medicina humanizada Docway.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Ainda viaduto do Baldo

VIADUTO Trabalho de quase quatro anos
facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

O antigo viaduto do Baldo, na zona leste de Natal, está há quase quatro anos interditado para serviços de reforma, uma obra mais demorada do que a do binário da Capitão Mor-Gouveia com a Jerônimo Câmara, liberada finalmente nesta segunda-feira, 23 de maio, para o trânsito.

Contudo, segundo a prefeitura, a obra de recuperação do velho viaduto passou para a fase final e deve ser entregue antes de terminar maio, se não ocorrer mais um adiamento do cronograma. Esta semana estava sendo trabalhado o recapeamento asfáltico.

Depois é feito o trabalho de dilatação das juntas da estrutura do viaduto e por último a sinalização das vias. Custo final chega a R$ 1,2 milhão. É tempo de lembrar e de fiscalizar.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Antes tarde do que nunca

facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

VIAS DO BINÁRIO Melhora trânsito
Até que enfim o binário das avenidas Capitão Mor-Gouveia com a Jerônimo Câmara, bairro de Lagoa Nova, em Natal, é entregue ao trânsito da cidade nesta segunda-feira (23).

Esse projeto estava no conjunto de obras da Copa do Mundo de 2014 que não saiu na época, ficando para outra etapa. Só agora dois anos depois – ufa! –  a obra ficou finalmente concluída.

Binário significa vias de trânsito paralelas que funcionam em sentido opostos.

A Capitão Mor-Gouveia, a partir de determinado trecho (avenida Adolfo Gordo) funcionará mão única no sentido zona oeste– zona sul até a Prudente de Morais; e a Jerônimo Câmara toda na direção zona sul– zona oeste.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Dilma ainda estrebucha

PRESIDENTE Termer em exercício
facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

O presidente interino da República, Michel Temer (PMDB-SP) e seu partido que fiquem bem atentos porque a parada do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), já afastada do cargo por 180 dias, não está ganha definitivamente. Ainda falta o último ato.

Até lá, que deve ser em setembro segundo a previsão, a presidente impedida temporariamente e sua militância ainda trabalham para impedir o impeachment e voltar ao governo. Dilma ainda estrebucha e não está morta. Promete, inclusive, virar o jogo na última hora.

Temer e sua turma passaram a priorizar o governo interino e o descuido de não manter os votos necessários no plenário do Senado pode surpreender porque, como disse aqui, a parada não está ganha em definitivo. Todo cuidado é pouco por enquanto, se não se quer a volta do governo petista.

É verdade, que a abertura do processo de impeachment se deu com 55 votos em plenário, soma suficiente para votar o impedimento definitivo como derradeiro ato, que corresponde aos dois terços necessários.

Mas já dizia o então governador mineiro Magalhães Pinto:

"Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou."

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Extrema gravidade

facebook.com/joseaecio
twitter.com/josecio

Ouvi um comentário de João Borges na rádio CBN em que ele fala da situação das contas públicas do Brasil. Na opinião dele, a coisa é tão feia, que "vai se revelando pior do que se imaginava".

Lembra que o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, do governo Dilma Rousseff (PT), havia solicitado autorização para um déficit de R$ 96 bilhões este ano.

Pois bem, agora a conta já ultrapassa os R$ 150 bilhões. Então, o desafio, segundo ele, do governo interino de Michel Temer (PMDB) "é fazer um retrato realista para que isso não aconteça mais".

Gente! a coisa é de extrema gravidade. O rombo deixado pelo governo petista é assombroso.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

A crise é assustadora

 facebook.com/joseaecio
 twitter.com/joseaecio

A situação econômica difícil pela qual passa o Brasil está levando as pessoas a atrasarem até mesmo contas básicas do orçamento, que é o caso de água, luz e gás, como nunca antes.

Nesse segmento o endividamento chega a representar 17,9% do volume da inadimplência, do total de R$ 239 milhões de dívidas atrasadas no país, registrado em março recente. 

No mesmo mês do ano passado, as dívidas no setor somavam 15,1% do montante. É o que informa estudo da Serasa Experian, empresa especializada em levantamentos econômicos para análises e tomadas de decisões de seus clientes.

Isso coloca o segmento em segundo lugar no ranking daqueles com mais débitos em atraso. Em primeiro estão bancos e cartões de crédito com 27,2%. 

terça-feira, 17 de maio de 2016

Falta de saneamento

facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

A perda é astronômica. Jamais se imagina que o Brasil perde tanto pela falta de saneamento em áreas carentes, como é o caso de favelas nas grandes cidades, conforme notícia da CBN.

Mas levantamento feito pelo Instituto Trata Brasil em favelas das cem maiores cidades brasileiras revela perda de R$ 2,5 bilhões ao ano por não existir esgoto nessas áreas.

Estimativa de 91% do esgoto não coletado é jogado no meio ambiente sem tratamento.

No total, foram analisadas quase 7.000 áreas irregulares em cidades como São Paulo, Porto Alegre e Recife, de acordo com a rádio que toca notícias.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Sinais do tempo de crise

facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

É tão forte os sinais da crise na economia, que a gasolina baixou de preço em Natal, sempre considerada uma das mais caras da região Nordeste.

Recuou de R$ 3,92 em abril para R$ 3,83 em maio nos postos de combustíveis da capital potiguar. Quase nada é verdade, mas é de qualquer forma uma redução.

A crise econômica está no dia a dia das pessoas, por onde se anda, como é no caso dos hipermercados e supermercados, que se apresentam vazios em fins de semana intermediários entre o início e o fim do mês.

É que o dinheiro dos consumidores está ficando cada vez mais curto e passado o início do mês acaba-se. Isso obriga é que se espere o próximo pagamento para assalariados de renda magra.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Para legitimar um governo

TEMER Assume Presidência
facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

Com o afastamento da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), nesta quarta-feira, 12 de maio, por decisão do Senado, 55 a favor e 22 contra, inaugura-se assim nova fase na vida política brasileira. O placar da Casa parlamentar ainda registrou uma abstenção e três ausências.

Abre-se assim o período de julgamento do impeachment da presidente petista, que pode ficar afastada até por 180 dias da decisão final. Mas a esta  altura, pelo andar das votações já vistas até aqui, é muito pouco provável que Dilma volte à presidência da República. Seu destino parece definitivamente selado.

Com isso, acaba de assumir em seu lugar o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) que logo de início terá de dizer a que veio e conseguir a estabilidade política que o país espera. Não é só, pois Temer tem pela frente dificuldades econômicas que precisam ser superadas em seu governo de coalizão nacional.

Ao contrário do que diz a ex-presidente em seus pronunciamentos, jamais se trata de golpe, tudo está de acordo com o figurino democrático. Lembro o que disse o ex-ministro presidente do STF Ayres Britto.

Na interpretação constitucional a voz das urnas não é suficiente para legitimar um governo. "É investidura e exercício, a presidente tem que se legitimar o tempo todo", afirmou à Folha de S. Paulo.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

A crise é mais que grave

facebook.com/joseaecio
twitter.com/joseaecio

A situação econômica do Brasil é por demais preocupante nos dias de hoje, em que o endividamento das
pessoas chega a um patamar crítico, com ao menos quatro de dez adultos inadimplentes.

Li que cadastros de devedores trazem um número que se aproxima de 60 milhões de inadimplentes negativados, sendo 500 mil novos registrados apenas em abril.

Seriam de brasileiros e brasileiras que acumulam dívidas com bancos e encontram dificuldades até mesmo para pagar contas básicas, como de água e luz. Gente, a coisa é séria!

É urgente, portanto, que o Brasil consiga logo sua estabilidade política, com um governo de coalizão nacional, a fim de buscar alternativas para sair das dificuldades econômicas em que se encontra.

Obviamente não é por milagre que se vai conseguir isso, no entanto, sem esforços jamais chegaremos lá. Por isso é primeiro acertar o passo na política para atacar os problemas da economia.
 ____________

Fonte: Estadão > De cada dez adultos do país, quatro estão com o nome sujo

quarta-feira, 11 de maio de 2016

De olho no Senado

facebook.com/joseaecio

PLENÁRIO A vez do Senado decidir
É nesta quarta-feira, 11 de maio, que o Brasil inteiro se volta para o Senado Federal, em Brasília, para acompanhar decisão dos senadores sobre o impeachment da presidente petista Dilma Rousseff.

Havendo o afastamento, por 180 dias da presidente, em que assume o vice-presidente peemedebista Michel Temer, é pouco provável a esta altura que Dilma retorne à Presidência da República.

A não ser uma reviravolta tão surpreendente como a que teve como protagonista o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), presidente da Câmara dos Deputados, que tentou anular o processo do impeachment.

Contudo, diante de pressões de um lado e outro disse o dito pelo não dito, recuando do que havia feito. Maranhão mais parece um despreparado para tamanha estatura do cargo que assumiu.

É bem possível que outras estripulias petistas ainda ocorram até o ato final do julgamento em plenário. Não duvidem. Se fez o que fez até aqui, deve continuar fazendo até perder o fôlego definitivamente.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Até no Dia das Mães

facebook.com/joseaecio

Era de esperar que as vendas do Dia das Mães não fossem lá essas coisas todas este ano por causa da grave crise econômica que o país amarga.

No entanto, a queda registrada nos negócios na semana da segunda maior data promocional do comércio depois do ciclo natalino, surpreendeu pelo tamanho do baque.

Caíram 8,4% em relação ao mesmo período de 2015, segundo indicador da Serasa.
_____________

Fonte: Veja.com > Vendas do Dia das Mães tem o pior desempenho desde 2003, diz Serasa

segunda-feira, 9 de maio de 2016

É fazer de gato e sapato

facebook.com/joseaecio
Nunca vi situação tão humilhante para o governo do Rio Grande do Norte, que não consegue manter nenhum controle sobre presídios do Estado.

As fugas são frequentes e os presos fugitivos ganham as ruas engrossando a criminalidade no RN. Sem mais socorro federal, o RN está à mercê dos bandidos.
_____________

Fonte: G1 RN > Presos cavam túnel, saem em prédio de tribunal e fogem de CDP em Natal 

Mercado imobiliário do RN

Com a crise econômica e tudo mais, é bom saber como anda um dos termômetros da economia potiguar. Neste início de semana, na terça (10), o Sinduscon RN tem encontro marcado com a imprensa, em sua sede em Natal, às 8h30, para balanço do setor. Jornalistas serão recebidos para café da manhã.

Na ocasião, o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do RN, Arnaldo Gaspar Júnior, divulgará a pesquisa trimestral do mercado local referente aos meses de janeiro a março deste ano.

Montanha de dinheiro

facebook.com/joseaecio

A gente fica cada vez mais impressionado com tanta grana enfiada na corrupção país afora, enquanto falta dinheiro para a saúde, segurança e educação, entre outros problemas país afora.

Basta citar aqui um exemplo. Notícia de O Globo diz que o juiz Moro, da operação Lava Jato, homologa acordo de leniência em que a Andrade Gutierrez topa pagar R$ 1 bilhão.

Pra se dispor a pagar isso, eis a pergunta que não quer calar: Quanto não ganhou, hein?

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Mais parece revide petista

FORÇA NACIONAL Deixa o RN mesmo em calamidade
Depois que o governador Robinson Faria (PSD/RN) mudou seu posicionamento para ficar a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), acompanhando o partido, com voto do deputado Fábio Faria (PSD), filho do governador, pelo impedimento da petista, a relação política com o Planalto azedou.

Agora, depois que o filho parlamentar do governador potiguar votou pelo impeachment na Câmara, coincidência ou não, o governo Dilma Rousseff autorizou a retirada da Força Nacional do Rio Grande do Norte, que estava no Estado desde março de 2014, reforçando a segurança pública.

O Rio Grande do Norte permanece em situação de calamidade em seu sistema prisional, daí mais de 200 militares da Força Nacional permaneciam em Natal, capital do Estado. Pois bem, sem mais respeitar essa situação, o Ministério da Justiça determinou que a Força deixasse o RN.

Mesmo sob o pretexto de que esses militares vão reforçar a partir de agora a operação de segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio 2016, pode ser até coincidência a decisão, no entanto, mais parece mesmo um revide petista da presidente. O governador que se vire, é esse o recado que se supõe.

Siga-me clicando aí no link
https://www.facebook.com/joseaecio

quinta-feira, 5 de maio de 2016

População carcerária

ENCARCERADOS Aumento de 167%
Por falta de políticas sociais adequadas, em áreas carentes, ao longo de quase uma década e meia, a população carcerária no Brasil aumentou de forma alarmante em seus Estados.

O crescimento foi de 167% entre os anos de 2000 e 2014, conforme dados divulgados pelo próprio Ministério da Justiça, na semana passada, e veiculados pela revista IstoÉ na edição desta semana.

Nesse período mencionado ingressaram no sistema penitenciário brasileiro 389.477 novos presidiários, imagine. Atualmente o país está com 622.202 presos, o que corresponde à população de Aracaju.

Por isso o déficit hoje no sistema atinge 250.318 vagas. Cadeias públicas e presídios superlotados, funcionando precariamente, facilitando as constantes fugas. É o caso aqui do Rio Grande do Norte.

No mundo, imagine você, o Brasil registra a quarta maior população carcerária, depois dos Estados Unidos, China e Rússia. Está aí por que a sensação de insegurança aumenta, como no RN.
______________

Siga-me no
facebook.com/joseaecio

Postagem anterior
Fatos e Notas: Sem WhatsApp: É a segunda vez que aqui no Brasil a rede WhatsApp sofre bloqueio da Justiça brasileira por não fornecer informações buscadas, que o apli...

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Sem WhatsApp

É a segunda vez que aqui no Brasil a rede WhatsApp sofre bloqueio da Justiça brasileira por não fornecer informações buscadas, que o aplicativo mais popular em uso diz não dispor.

A primeira vez foi em dezembro do ano passado pela Justiça do Estado de São Paulo e causou o maior rebuliço no país inteiro, ao deixar milhares de usuários sem comunicação pela rede.

Agora não foi diferente, com muitos protestos pelo país afora, de pessoas que se sentem prejudicadas sem o uso do aplicativo. Agora a ordem partiu da Justiça sergipana de Lagartos.

A questão toda é porque envolve o combate a grupo (ou grupos?) do narcotráfico que estaria usando o WhatsApp para se comunicar. Mas mesmo assim não justifica prejudicar toda a população.

Nesse caso, as pessoas questionam por que não punir apenas a empresa do aplicativo? Pois é, também penso assim. É claro que todo mundo quer o combate ao tráfico de drogas nocivas.

Mas como da vez passada, o bloqueio durou apenas algumas horas e uma instância superior mandou desbloquear reconsiderando o pedido da empresa. Tudo já está normalizado desde ontem mesmo.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Queda nos planos de saúde

Nunca se viu antes tamanho estrago, como consequência de uma crise econômica que se alastra e assola o país inteiro, sem poupar atividades produtivas.

Os planos de saúde, por exemplo, encolheram em 766 mil usuários em 2015, conforme contou O Globo, na edição da segunda-feira, 2 de maio. Agora são 49,730 milhões que mantêm assistência médica privada.

Esse é o primeiro recuo em 15 anos, informa o jornal carioca, baseado em dados da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde). O desemprego é o fator mais influente nesse desligamento do plano.

A alternativa para perda do plano de saúde é sem dúvida buscar a rede pública de serviços que funciona quase sempre precariamente nos Estados e municípios brasileiros.

Mas há também outra opção que são os descontos oferecidos pela clínicas particulares para consultas e exames, como forma de não perder essa clientela.   

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Reflexos da crise

A crise econômica que chega com força aos setores públicos e privados atinge a folha de pagamento de servidores do Estado do Rio Grande do Norte e Prefeitura de Natal.

Em ambos os casos o adiamento do pagamento para o mês seguinte tem sido a alternativa encontrada tanto pelo governo do RN como pela prefeitura da capital.

O governo estadual que já vinha pagando ao funcionalismo até dia 5 do outro mês iniciado, agora em abril estendeu para iniciar só dia 6 de maio e terminar dia 10.

Por sua vez a Prefeitura de Natal que costumava até fazer pagamentos antecipados, passou o pagamento da folha de abril para o dia 5 de maio, quando receberão servidores ativos, inativos e pensionistas.

Com isso, servidores estaduais e municipais são obrigados a atrasar seus compromissos e pagar com juros altos aplicados após vencimentos de cartões, boletos e outros contratos.

Dessa forma a situação se complica cada vez mais, enquanto as preocupações e as dívidas aumentam. O comércio deixa de vender e a indústria fatura bem menos com a retração econômica no país todo.

domingo, 1 de maio de 2016

EXTRAPAUTA Favas contadas

Diz a coluna Expresso, de Época, por Murilo Ramos : "Giles faz preparo para tempo em que Dilma deverá ficar afastada do Planalto". Subtítulo: "Além do time enxuto para ajudá-la no Alvorada, petista planeja permanecer boa parte do tempo em Porto Alegre".

Explicando: Giles é o mais próximo assessor de Dilma Rousseff, quem monta o time enxuto de auxiliares.

Comentário

Parece favas contadas o impeachment da presidente da República  Dilma Rousseff (PT). O processo que se encontra no Senado é considerado irreversível. A ideia de eleições gerais não cola, para uma oposição que conta como quase certo o afastamento da petista. (J.A.C)

REFRIGERANTE Ainda na dieta de muitos

Pensei que, com um batalhão de nutricionistas condenando os refrigerantes na dieta contra os males à saúde humana, os refrigerantes tives...