quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Comunicado do blog

Este blog está em recesso de fim de ano e só volta às atividades depois do Ano Novo. Até lá fiquem com Deus e até mais. Tenham todos um final de 2015 com paz, saúde e muita esperança em 2016 para suas realizações. É olhar em frente! Esperamos que o próximo ano seja de concretizações de sonhos que ainda não se realizaram ao longo de nossa vida.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Apesar da crise: boas festas

Deixe a política de lado por enquanto e se junte aos seus para a ceia natalina e boas festas! Hoje é véspera da maior festa cristã do mundo, celebrada em 25 de dezembro, e portanto merece uma trégua. Esqueça o ódio, o rancor e o ressentimento com quem não compartilha de suas convicções políticas e vá para a festa de sua família de espírito desarmado, leve e em paz. Fique longe das redes sociais e não aceite nenhum bate-boca mesmo que provocado. Afinal, a festa é nossa, é sua e é de quem quiser como diz o jingle da Globo, feita para comemorar o nascimento do Menino Jesus, que veio ao mundo para nos ensinar como viver. É uma data muito mais de reflexão do que mesmo de festa burguesa.   

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Luzes natalinas

PALÁCIO Felipe Camarão, sede da Prefeitura de Natal
Ano a ano o Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura de Natal, recebe uma iluminação feérica, que chama a atenção por quem passa próximo. A decoração de luzes em cores faz parte do projeto Natal em Natal que o município investe em programação para corresponder ao nome da capital que é o mesmo da maior festa cristã do mundo. Neste ano, a cidade ganhou um ciclo natalino rico em shows artísticos que se estende até depois do novo ano, tudo para natalenses se motivarem e turistas verem. Nem a crise econômica fez o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) recuar de seus propósitos. A noitada está garantida e haja festa por toda a cidade.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Chegou o verão!

Na semana natalina, entramos oficialmente no verão, quando os termômetros costumam ficar com temperaturas bem acima de 30 graus Celsius. E haja água mineral, água de coco, sorvete e roupas leves e curtas para amenizar o calor da estação. Por aí é um tempo de férias e recessos, sem que a crise econômica e política que o Brasil pena nos dê sequer um refresco. Pelo menos até aqui, tudo vai ficando para 2016, pois no horizonte não há sinais de arrefecimento nem na conjuntura econômica, tampouco na política. Quem acredita no novo discurso do governo Dilma Rousseff (PT) de casar ajuste fiscal com crescimento econômico? Na política, o impeachment vai seguir em frente num processo demorado e imprevisível.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Crime de responsabilidade

Afirmo que não é apenas disputa entre direita–esquerda, mas em defesa do país seja lá A ou B no governo. Como é que se comete irresponsabilidade fiscal e a presidente da República não é responsabilizada? Aliás, o que se vê é todos os presidentes brasileiros estarem a salvo de crimes cometidos. Ninguém sabe, ninguém viu nada. Tudo é feito por partido e partidários às escondidas do presidente ou da presidente que esteja no poder. Como pode? Ora, é lógico, se meu partido cometeu ilegalidades constitucionais, meus partidários, que idiota sou eu pra não saber de nada? Quem autorizou as chamadas pedaladas fiscais? Outra questão, ora se a Constituição permite impeachment, então, não existe golpe! Pelo contrário, golpe é sim não permitir o processo de impedimento, que pode ser questionado ao longo de seu curso.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Sem whatsApp

Bastou a notícia correr de que um juiz paulista havia suspendido o aplicativo whatsApp no Brasil por 48 horas, a partir desta quinta-feira (17), para que houvesse um levante de seus usuários em todo o pais, gente dos quatro cantos manifestando indignação e revolta pelas redes sociais com tal decisão. Passada amanhã nesse alvoroço todo, felizmente na parte da tarde a conexão estava já restabelecida com o aplicativo, para sossego de todos, por decisão de liminar concedida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo que autorizou os provedores de internet reativar a rede de mensagens em todo o país. Hoje o whatsApp faz parte da vida das pessoas assim como o telefone móvel ou fixo. O juiz, seja por qual razão, decidiu mal e a reação foi geral.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

No ciclo natalino

Estão dizendo por aí que, por conta da crise econômica, a festa natalina deste ano vai ser só de frango e cerveja nas ceias. Nos presentes não se espera grandes coisas, no máximo mimos para não passar em branco, quando a família ou os amigos estiverem reunidos. Ora, se em pleno ciclo natalino, quando as pessoas recebem o 13º salário, a crise política e econômica movimenta o país e o impeachment está no centro das atenções, imaginem depois, quando o ano terminar e 2016 realmente começar! Nem precisam me falar! Este país vai pegar fogo com essa crise e a temperatura máxima do verão tropical.  

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Insegurança domina

QUE TAL Plaquinhas? 
A insegurança domina cada vez mais o cotidiano das pessoas em cidades como Natal. Imagine você o que é estar num ponto de ônibus à noite, ainda em horário noturno de aulas, de uma das avenidas mais movimentadas da capital potiguar, na avenida Engº Roberto Freire, zona sul, e de repente ser surpreendido por um arrastão. Foi o que ocorreu na noite de segunda-feira (14) com quem estava saindo de uma universidade e aguardava o ônibus. Seis assaltantes em três motocicletas apareceram e roubaram os pertences de suas vítimas. Outro dia foi numa cafeteria da região onde estavam umas 30 pessoas. Cruz-credo! Natal está infestada de bandidos!

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Aqui como lá

Ao ler a notícia de que o cantor e apresentador de programa na televisão Ronnie Von e sua mulher Cristina Von foram assaltados lá em São Paulo, capital, onde moram, quando voltavam para casa em sua BMW, logo vem a sensação que a insegurança no país aumenta cada vez mais e não estamos mais seguro em nenhum lugar. Tanto lá como aqui em Natal os problemas da violência urbana assustam. O apresentador teve seu carro bloqueado pelos bandidos armados que levaram tudo. Aqui, não se pode mais ir a um restaurante, cafeteria ou barzinho à noite porque em nenhuma parte ninguém se sente seguro. A ousadia dos criminosos extrapola o inimaginável.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Festas com crise

Em um clima de crise em que palavras de ordem de pró-impeachment, fora Dilma e fora PT ecoam nas ruas e praças, o Brasil segue sua História transportando a crise política e econômica que ganhou força em 2015  para 2016. E assim vamos nos aproximando das festas natalinas e do novo ano. É um período natural em que a crise é aliviada e o povo esquece um pouco seus problemas. Deixa tudo para depois, quem sabe, depois do carnaval que ainda vai chegar em fevereiro. Aí sim, passado todas as festas e feriadões, o povo se volta para a realidade e entra o ano político pra valer, com campanhas e eleições municipais mais adiante. O ano de 2016 deve ser decisivo: ou o Brasil entorta mais ou se endireita.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Pagando a conta

SAÚDE Bem que precisamos pagar
Apesar dos impostos, taxas e contribuições que pagamos, ainda somos obrigados a pagar pelos serviços e bens de saúde que usamos. Sim, refiro-me às famílias brasileiras que gastam mais do que o governo com saúde, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para se ter ideia, ao todo, em 2013, foram desembolsados por nós R$ 434 milhões de reais no país, informa o instituto.Como se diz por aí, aqui no Brasil continuamos pagando impostos de Primeiro Mundo para recebermos serviços públicos de Terceiro Mundo. Um dia, talvez, quando o mal da corrupção for extirpado, chegaremos lá. (Fonte: Com informações da CBN e foto da Agência Brasil)

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Caldeirão fervendo

DRAGÃO Cresce o pescoço
Uma mistura de crises política e econômica no caldeirão de Brasília faz o país chegar ao fim de ano de 2015 com rumo imprevisível. Por um lado tenta-se tocar a questão do impeachment contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), que em seu segundo mandato não conseguiu ainda governar em um ano. Por outro lado a crise econômica avança solta no galope como um animal sem rédeas, com um ajuste fiscal para freá-la empacado. Agora se sabe que a inflação acumulada em 12 meses chegou a 10,46%, o indesejado dois dígito, tornando-se a maior desde novembro de 2003, quando alcançou 11,02%.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Assim é o negócio

MELÃO Favorecido pelo dólar alto
Enquanto muitos têm sua vida dificultada pela alta do dólar, uns poucos se beneficiam dela. Estes são os exportadores de mercadorias para outros países, como os fruticultores potiguares do melão. Produtores têm se aproveitado do câmbio favorável para faturar mais. É sempre assim, como diz um velho ditado bem conhecido popularmente: não há um mal que não traga um bem. Se para a maioria a coisa é ruim na atual conjuntura econômica brasileira, por outro lado há aqueles que levam vantagem em seu negócio. Vender, por exemplo, uma caixa de melão com sete frutos que antes estava de US$ 7,50 e agora subiu para US$ 9,00 é de fato um bom negócio. Já quem depende de importações ficou pior.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Verão mais quente

Nosso planeta está ficando com os verões mais quentes. O calor agora permanece em nosso cotidiano sem trégua. Aqui em Natal, capital potiguar, já amanhecemos com sensação de temperatura de 29ºC, que quando estamos em ambiente fechado fica difícil não ter um ventilador ou ar condicionado por perto. Sair pela rua depois das 10h é quase insuportável em verões assim. E olha que oficialmente o verão de 2016 ainda nem chegou. Só lá para depois do dia 20 de dezembro é que entra a estação pra valer. Portanto, prepare a água para consumo, o protetor solar e a pouca roupa que vai usar porque a temperatura alta está apenas começando e em pouco tempo os termômetros vão começar a disparar. Andar por aí com uma água mineral na mão mata a sede e refrigera o corpo por dentro. Uma parada para uma água de coco geladinha ou um sorvete também faz bem.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Carnatal em nova realidade

É bem verdade que a micareta natalense, denominada de Carnatal, resiste há 25 anos, com a realização desta recente que começou na quinta-feira (3 de dezembro) e foi até este domingo (6). Mas é verdade também que a micareta encolheu e já não é a mesma dos tempos em que estava no auge e era a maior do Brasil. Não, o Carnatal se adapta a novos tempos no largo do Estádio Arena das Dunas, local de multiuso, se bem que na mesma área das monumentais micaretas de antes. No entanto, dado o conjunto de obras realizado ali, o Carnatal passa por adaptações e agora é realizado com shows artísticos, sem o numeroso público das micaretas de antigamente. É assim que resiste enquanto outras micaretas sumiram.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Ninguém larga o osso

JÂNIO QUADROS Único que renunciou
O mais incrível no Brasil a meu ver é que por aqui ninguém está disposto a largar o osso, como se diz de forma popular. Mesmo que o país, digamos, descambe para uma situação de ingovernabilidade, parece que não há na política brasileira o que se chama hombridade para reconhecer tal situação e pelo bem da nação e felicidade geral renunciar o cargo, diante de evidências que se constate. Exemplos do momento: a presidente Dilma Rousseff (PT), que quando marcha para os microfones parece ir para uma luta no ringue, e o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) com seu ar desaforado. Só temos notícias mais marcantes de três presidentes da República: um se matou (Getúlio Vargas); outro renunciou (Jânio Quadros) e o terceiro sofreu impeachment (Fernando Collor de Melo).

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Afinal, quem mentiu?

Resultado de imagem para palacio do planaltoA crise ferve em Brasília depois de aceito pelo presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). Agora se quer saber quem afinal mentiu, depois da troca de acusações entre Cunha, que disse nesta quinta-feira (3) que a presidente Dilma mentiu à nação em seu pronunciamento na quarta-feira (2), e o ministro Jaques Wagner, da Casa Civil, que saiu em defesa da presidente, afirmando que quem mentiu foi Cunha. Dilma negou que jamais faria barganha, sobre o caso dele no Conselho de Ética. De acordo com Cunha, ela propôs que, em troca da aprovação da CPMF, o PT votasse a favor do presidente da Câmara no Conselho de Ética.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Crise: de pior a pior

DESEMPREGO Efeito da recessão no país
Ouvi nesta quarta-feira (2) a jornalista Mírian Leitão, da TV Globo, dizer que o Brasil ainda não chegou ao fundo do poço nesta recessão econômica, porém anda muito próximo a isso. A crise é grave e cada vez mais se aprofunda. O PIB (Produto Interno Bruto) bateu em -4,5% no terceiro trimestre de 2015, comparado ao mesmo período de 2014. O pior é que medidas de ajuste fiscal impopulares de que o país precisa, para tentar equilibrar as contas do seu Orçamento, na verdade o governo Dilma Rousseff (PT) dá sinais evidentes de falta de credibilidade para seguir em frente. É preciso um governo em que o país tenha confiança. Os 12 anos de avanços socieconômicos que os governos petistas construíram estão sendo descontruídos agora.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Inframérica aponta Natal

HUB Menghini no centro de terno claro
Se dependesse de decisão do Consórcio Inframérica Aeroportos, o Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, seria escolhido entre seus concorrentes (Fortaleza e Recife) para a instalação do hub – a central de conexões aérea que a Latam (companhias Lan e Tam) pretende construir no Nordeste. Foi o que deixou claro o presidente executivo da Inframérica, José Luís Menghini, que participou nesta segunda-feira (30) do evento "Debatendo um novo RN", promovido pelo Novo Jornal, em salão do hotel Holiday Inn, em Natal. Por se tratar de empreendimento aeroviário privado, a decisão é exclusivamente da Latam, que deverá anunciar no primeiro semestre de 2016.

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Divisão de Homicídios

É importante, sem dúvida, que venha logo a Divisão de Homicídios que o governo do Rio Grande do Norte anunciou que vai criar para combater o crime. Nunca se viu nas estatísticas tantos assassinatos impunes a precisar de investigação e uma atenção maior para se saber o que está acontecendo. A sociedade clama por ações mais eficientes com respostas rápidas para barrar o crescimento da criminalidade na capital e cidades do interior. A Divisão de Homicídios vai dar ao Estado uma estrutura maior de delegacias de polícia especializadas para investigar e ficar aos seus cuidados esse tipo de ocorrência policial, que está a tirar o sossego de pessoas do bem, a paz das famílias e a tranquilidade da sociedade.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Alvos fáceis da bandidagem

CAIXAS ELETRÔNICOS Ações de criminosos no país
A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do RN está perdendo a guerra para os criminosos que agem na calada da noite e madrugada dinamitando caixas eletrônicos de agências bancárias nos municípios do interior e até da capital. Na madrugada desta sexta-feira (27) foi a vez de São Rafael, na microrregião do Vale do Açu, tendo como alvo uma agência do Bradesco e outra dos Correios. Os criminosos não dão sequer tempo para a polícia se refazer de suas ações, pois na quinta-feira já haviam feito o mesmo em agências de município do Agreste Potiguar. 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Bomba política

NO BOTEQUIM Não se fala de outra coisa
Um senador em pleno exercício de mandato preso no Brasil é fato inédito, segundo repercutiram as notícias no país depois da prisão pela Polícia Federal do senador Delcídio Amaral (PT-MS), líder do partido do governo, e ainda mais levando com ele um banqueiro, André Esteves, dono do BTG Pactual. Ambos acusados de atrapalhar as investigações da operação Lava-Jato, tentando comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, um dos delatores do caso do Petrolão, que se encontra preso. A notícia correu país afora como rastilho de pólvora, e está na conversa de aposentados, da fila de ônibus e até do botequim da esquina.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Governo do retrocesso

Por conta da crise econômica que ferve Brasil afora, o governo Dilma Rousseff (PT) já estuda adiar o reajuste do salário mínimo e dos servidores públicos, dando outro passo para trás. O reajuste do mínimo não seria mais em janeiro e sim em maio como era antes do governo atual. Já o reajuste dos servidores passaria de agosto para dezembro. Tudo para compensar a queda de receitas diante da recessão econômica que vive o país e para tentar cumprir a meta do superávit fiscal no ano que vem. Estamos numa nau à deriva sem encontrar ainda rumo certo. Em que porto seguro iremos ancorar?

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Crise impede liberação de viaduto

OBRA Sem fim definido
A crise econômica do governo Dilma Rousseff (PT), que se abate sobre o país, reflete em governos estaduais e municipais, enfim, em todo o poder público e na iniciativa privada. Com uma sequência de adiamentos que tem tirado a paciência dos natalenses, a obra de recuperação do viaduto do Baldo, em Natal, que já dura mais de três anos, vai ter a entrega adiada outra vez porque falta dinheiro à prefeitura para honrar seus compromissos com a empresa contratada. A liberação do viaduto estava prevista para dezembro agora, mas a crise alterou mais uma vez o cronograma de entrega. Pior: agora nãose  tem mais data para a liberação do viaduto. 

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Quem te viu, quem te vê

PETRÓLEO Explorado em alto mar
Começo a semana, a última deste novembro quente para chegarmos a dezembro, impressionado com a notícia que leio: a Petrobras é hoje uma das empresas mais endividadas do mundo. Pelos céus, o que fizeram dessa forte empresa estatal brasileira nos últimos governos, é inimaginável! Essa companhia era no passado recente uma fortaleza econômica da qual todos nós brasileiros nos orgulhavámos. Hoje para sobreviver está até a precisar de aporte de recursos do governo deficitário que encontra dificuldades para ajudar. Por isso, talvez, o ministro Joaquim Levy afrme por aí que não vê necessidade por enquanto desse aporte. A roubalheira chamada de Petrolão acabou com nosso grande orgulho.Que pena!

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Contradições brasileiras

Brasil é mesmo um país de grandes contradições, injustiças sociais e exceções. É assim: pra uns tudo pode, enquanto pra outros não pode porque a lei não permite. O Congresso acaba de barrar um reajuste de aposentados de todo o país vinculado ao salário mínimo porque a presidente Dilma Rousseff (PT), partido dos trabalhadores, (imagine!), vetou em seu pacote do ajuste fiscal. No entanto, de ministros do Supremo a tribunais estaduais tudo é possível, qualquer aumento salarial, exceto funcionários do Judiciário que tiveram também reajuste vetado pelo mesmo pacote do ajuste fiscal e pelos parlamentares do Congresso. Aqui no Rio Grande do Norte, segue a regra lá de cima. Funcionários públicos do Estado de outras categorias ficam quatro anos sem reajuste salarial, porque todo governo justifica que não pode reajustar salários, para não descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Francamente, quanta injustiça e falácia. 

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Violência na Grande Natal

A sensação para a população da Grande Natal é que a insegurança se mantém na região sem que o crime tenha sido combatido de maneira satisfatória e da forma como anunciou o governador do RN, Robinson Faria, quando em campanha eleitoral, afirmando que seu governo seria o da "segurança pública" contra a criminalidade. Falta muito ainda para que os índices de criminalidade no Estado e na região metropolitana potiguar nos convença disso. A comunidade do bairro de Emaús, em Parnamirim, que o diga, assim como de muitos outros bairros de municípios circunvizinhos. Falta polícias (Civil e Militar) e estratégias para combater a bandidagem. Até em pontos de ônibus moradores são atacados logo cedo da manhã.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Endividamento na crise

Andei ontem (segunda-feira 16) ocupado com outros afazeres e não tive tempo para dar minha notinha do dia. Mas hoje estou de volta depois do fim de semana. Pasmem vocês! Nós aqui do Nordeste brasileiro, com 24% dos inadimplentes, ocupamos a segunda colocação em endividamento no país, reflexo da crise econômica pela qual vive hoje o país. Enquanto nada menos que 45% dos endividados estão concentrados na região Sudeste, conforme levantamento da Serasa Experian, divulgado pelos meios de comunicação. Um dado interessante é que o Nordeste é a única região em que as mulheres contraem mais dívidas que os homens.No geral, são 57,2 milhões de consumidores que têm dívidas em atraso no Brasil. O aumento do consumo neste fim de ano pode aumentar esse total. 

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O etanol sem vez

Pra que serve mesmo carro flex (bicombustível) no Brasil? Leio uma notícia que diz assim: "o etanol deixa de ser a melhor alternativa para abastecer o carro em quase todo o Brasil". É verdade, faz tempo que eu passo no posto de combustíveis e nem olho para o preço do etanol. Prefiro mesmo a gasolina, apesar de cara. Sigo o que dizem os entendidos: o etanol é mais vantajoso quando o preço fica abaixo de 70% do valor da gasolina, o que hoje, segundo a notícia, só ocorre em Mato Grosso. Não é só eu que fico com a opção da gasolina, a rigor, é quase todo mundo que possui carro flex gasolina/álcool.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Feijoada dos Amigos

É sábado (14) a partir do meio dia, o encontro dos Amigos para Sempre afonso-bezerrenses e companhia na grande mesa da Feijoada de novembro 2015, lá no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, aqui na Grande Natal. É imperdível porque vai rolar muita conversa, forró do bom, abraços e muita diversão. É o terceiro ano da nossa feijoada que também realiza anualmente a Festa dos Anos 60, já realizada este ano em 26 de setembro, com sucesso total e organização de primeira. Vem gente de toda parte, até quem mora em outros Estados. Vamos lá!!! 

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Congresso de Neuropsicologia

KATIE Convida
Entre a quinta-feira (19) e o sábado (21) agora de novembro, a cidade de Natal vai ser sede  do  Congresso Brasileiro de Neuropsicologia. São dois importantes eventos realizados simultaneamente, tendo como local o Praiamar Natal Hotel & Convention, em Ponta Negra, zona sul. Trata-se do 14º Congresso Brasileiro da SBNp  e do 2º CoNeD. Traduzindo: SBNp quer dizer Sociedade Brasileira de Neuropsicologia, e CoNeD é o Congresso de Neuropsicologia do Envellhecimento e Demência.“Este ano, pela primeira vez, o Congresso Brasileiro da SBNp sairá do eixo Sudeste para o Nordeste para estimular os tímidos serviços de Neuropsicologia, grupos de pesquisa e laboratórios a se multiplicarem”, diz Katie Moraes de Almondes, representante regional da entidade nacional.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Ranking dos aeroportos

PRECISA Melhorar lojas, táxis e lanchonetes
Natal, capital do RN, vai bem em seu novo aeroporto na região metropolitana, segundo avaliação de passageiros dos 15 aeroportos de todo o Brasil que movimentam 80% da maior demanda de passageiros. Ficou em 4ª lugar na classificação do ranking do país, com nota de 4,36% de satisfação geral dos usuários na pesquisa da Secretaria de Aviação Civil, empatado com o aeroporto de Campinas (SP). Entre seus concorrentes para sede do centro de conexões aéreas (hub) da Latam, a capital potiguar perdeu para Recife (nota 4,39), terceiro mais bem avaliado, e ganhou para Fortaleza (média 4,19) que ficou em 7º lugar. Contudo, o Aeroporto de Natal precisa melhorar seu foco em indicadores de baixa avaliação, como quantidade e qualidade das lanchonetes, dos estabelecimentos comericiais e quanto a disponibilidade de táxis também. Curitiba (PR), média 4,51, permanece com o aeroporto melhor avaliado e depois Guarulhos (SP), média 4,41. 

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Brasil inseguro

Infelizmente a violência contra a mulher persiste mesmo com a Lei Maria da Penha. O Brasil está entre os cinco países com mais assassinatos de mulheres, segundo o Mapa da Violência produzido pela Faculdade Latino-Americana divulgado pela mídia nacional. O pior desse relatório é que a lei que pune crimes contra mulheres não conseguiu reduzir os índices de criminalidade. Basta dizer que, entre 2006 e 2013, houve aumento de 18,4% no total de homicídios. Ranking indesejável para o país, que se mantém fraco no combate a violência nos Estados e, particularmente, nas regiões metropolitanas.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Sem ter onde cair morto

Conversei com corretores de planos de saúde e fiquei impressionado com as exigências que a Unimed Natal faz atualmente para aceitar adesões individuais ou de casais com mais de 60 anos. Primeiro, a pessoa terá que passar por uma perícia médica para detectação de doenças preexistentes. Isso pode ser uma hipertensão ou diabetes, doenças leves controladas. Segundo, a operadora do plano impõe uma carência de dois anos sem consulta médica e exames laboratoriais. O pretendente beneficiário (ou beneficiária) apenas será atendido em casos de urgência e emergência. Terceiro, o valor da mensalidade não é nada acessível. O casal paga, na modalidade de plano integral nada menos que R$ 2.500. O valor sofre aumentos anuais. Se for opção coparticipativo você pagará menos, porém quando tiver direito a consultas e exames, portanto, depois de dois anos, participará com cerca de 30% do valor da consulta ou exame. É um desrespeito flagrante aos mais velhos. Pode isso, Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)?  

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Coisas brasileiras

Faz já uns meses que o Banco do Brasil mantém sem colocar para funcionar uma nova agência bancária que construiu ali à margem da BR 101, em frente ao bairro de Neópolis, zona sul, aqui em Natal. Por sinal é vizinha a uma da Caixa Econômica Federal que abriu no local e foi construída no mesmo período. Por que ainda não está operando como a da CEF? Ninguém sabe e não se tem notícia sobre a razão de mantê-la fechada esse tempo todo. Não me diga que falta dinheiro para terminá-la, pois, nesta crise econômica só quem nadam em dinheiro são os bancos. 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Cesta dispara em Natal

SUPERMERCADO Pegue leve
O custo da cestá básica de outubro em Natal corresponde ao segundo maior do país. Só foi menor do que o de Brasília, cidade dos endinheirados. A crise levou a uma variação de 0,97% na capital potiguar, enquanto em Brasília atingiu uma alta de 2,10%, conforme apurou o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que incluiu 18 cidades brasileiras. O consolo é que, apesar desse aumento numa cidade de salários baixos e poucos empregos, o custo médio total em Natal ainda é o segundo menor do Brasil, informa o Dieese.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Os donos do dinheiro

Basta um exemplo para se saber quem lucra com a crise econômica que todo o Brasil atualmente  sofre as consequências. O Itaú Unibanco comemora lucro líquido de R$ 5,94 bilhões no terceiro trimestre deste 2015, um aumento de 10% em relação ao mesmo período de 2014, mesmo com a recessão e o desempenho fraco do crédito. Tudo isso é resultado da margem maior de ganho com os empréstimos, bem como receitas crescentes com serviços bancários e aplicações financeiras, segundo especialistas. Só mesmo no Brasil e num governo que se diz do Partido dos Trabalhadores – ou dos Banqueiros?

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Baixo astral brasileiro

EXPORTAÇÕES Ritmo brasileiro diminui 
Já estamos bem pertinho de 2016, porém o Brasil parece viver mesmo um baixo astral no governo do PT. Nem as exportações, favorecidas pela alta do dólar, andam tão bem. A recessão global estaria atrapalhando o ritmo crescente do comércio exterior do país, agora com menor demanda. Na verdade, já há quem espere uma queda nas exportações para 2016, segundo O Globo on-line noticiou. Apesar do ritmo menor, o recuo nos preços das commodities (produtos in natura) devem segurar um crescimento maior.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Feriadão de Finados

Começa a partir desta sexta-feira (30), final de outubro, o início do feriadão de Finados, que vai até 2 de novembro, segunda-feira. Na verdade, o dia de finados, não é propriamente um feriado nacional oficial. É bom que se diga isso, embora muita gente pense o contrário. O que ocorre, a rigor, é que pela tradição brasileira, considera-se esta data o dia do calendário para que se reverencie os mortos. Daí é como se fosse mesmo um feriado adotado facultativamente por todos. Quem melhor esclarece isso é a Superintendência  Regional do Trabalho e do Emprego, órgão representante da pasta ministerial do governo federal.  

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

O que falta mais?

Ônibus com 42 turistas sofre arrastão na praia de Maracajaú, no município de Barra de Maxaranguape, litoral norte potiguar; e delegado da Polícia Civil é assaltado no bairro de Lagoa Seca, zona leste, em Natal. Fica sem o carro e alguns pertences como a aliança de ouro. Deus nos acuda, o que falta mais acontecer nesta cidade? A onda de crimes não poupa o assalto coletivo e nem mesmo a autoridade policial. Nossas leis favorecem à impunidade e ao tráfico de drogas ilícitas que gera mais criminalidade. A bandidagem está cada vez mais ousada e a população do bem completamente insegura. 

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Roubo de celulares

Por que se rouba tanto telefone celular neste país? É claro que não é para uso próprio de quem pratica o roubo. Só pode ser para jogar para dentro dos presídios, onde a comunicação com o lado de fora parece rolar fácil. Basta driblar a vigilância interna dos agentes penitenciários e autoridades. O escambo no chamado mercado negro também é negócio na troca por drogas ilícitas. Para as operadoras da telefonia, quanto mais aparelhos em uso melhor para o faturamento, enquanto comércio e indústria se beneficiam mais e mais da compra de aparelhos celulares. Talvez por isso seja tão difícil o bloqueio do celular nos presídios.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Um partido em crise

CHINAGLIA Nova tendência
Além de desgastado e sem o vigor de antes, o partido da presidente Dilma e do ex-presidente Lula se enfraquece mais à medida que a crise política e econômica não são debeladas. Leio em Época on-line que um grupo se define pelo racha ao optar por uma nova tendência dentro do petismo. O grupo que tem o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) começa esta semana pedindo mudanças na política econômica conduzida pelo ministro Joaquim Levy. Qualquer outro no lugar de Levy a esta altura já teria ido embora pra casa. O ministro está mais do que enfraquecido. Está abandonado.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Bloqueio de celulares

Começou bem o novo secretário da Sejuc (Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania) do RN, Cristiano Feitosa, com tudo para ganhar o apoio da população potiguar. Feitosa está na luta para bloquear o uso da comunicação por celular nos presídios do Rio Grande do Norte, o que já deveria ter acontecido há muito tempo no país todo. O problema é saber se consegue mesmo, porque por trás parece existir grupos criminosos bem mais poderosos para barrar tal intenção. Não fosse assim, certamente que em outros presídios de governos mais fortes já deveriam ter adotado tal medida. No entanto, se existe coisa difícil aqui no Brasil é bloquear celular em presídios. Pelo visto, o governo federal tem outras preocupações. 

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Influência maléfica

O governo do PT está levando Estados e municípios, diante da crise econômica que se alastra pelo país, a adotar os "pacotes fiscais" que se traduzem em aumento de impostos para as classes produtivas. Ora,  é preciso sobretudo coerência no posicionamento político. Se somos contra à criação de tributos como a CPMF e aumento de impostos pelo governo Dilma Rousseff, como forma de pagar as contas, evidentemente devemos ter a mesma coerência em relação aos governos estaduais e municipais. Devemos, sim, ser a favor de ajuste fiscal que corte gastos e equilibre contas sem onerar mais o povo.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Caem contratações do comércio

O comércio com vendas em baixa vai contratar bem menos trabalhadores por tempo determinado, chamados de temporários, para o ciclo natalino do varejo no país que se aproxima. É o que constatou em pesquisa o SPC Brasil e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Mais da metade dos lojistas venderam menos do que o esperado nos últimos três meses. Dado a esse cenário de baixas vendas, 88% dos empresários consultados já afirmaram que não pretendem contratar mais funcionários para o fim de ano. Portanto, a crise econômica derruba a expectativa dos negócios. 

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

A marcha da crise

As vendas parceladas no varejo caem pelo oitavo mês seguido, em setembro, ante o mesmo período de 2014, refletindo uma queda de 6,87%, segundo o indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A retração do consumo é consequência dos juros elevados e da inflação persistente, de acordo com analistas. Isso mostra que o brasileiro está reticente por conta da crise quando se trata de consumo.   

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Drama dos nordestinos

Se já está difícil sobreviver 2015 com mais um ano de seca consecutiva, dado o ciclo iniciado em 2012, imagine a ameaça que paira sobre as nossas cabeças com 2016 dando sequência a essa crise hídrica. Pelo que disse a jornalista Míriam Leitão no Bom Dia Brasil desta terça-feira (20), o El Niño pode, sim, provocar o quinto ano de seca seguida no Nordeste. Lamentavelmente, mais de século se passou, sem que até hoje estejamos preparados para conviver com esse fenômeno climático da natureza no semiárido da região. Na verdade, se os governantes tivessem cuidado da questão seriamente, isso hoje era página virada.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Artesãos do Brasil

Em meio a crise econômica que atinge diversos segmentos de negócios no país, como anda atualmente a comercialização do artesanato no Brasil e no exterior? É para isso e outras questões que estão reunidos em Natal a partir desta segunda-feira (19) até quarta-feira (21), no Praiamar Hotel, em Ponta Negra, artesãos de todas as regiões brasileiras. Querem discutir também como fica a Secretaria Especial de Artesanato, logo agora que o governo Dilma Rousseeff (PT) se esforça para encolher atendendo o ajuste fiscal. Por falar em ajuste, os artesãos e as artesãs se dedicarão também à política de tributação fiscal e outros temas. 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Sem luz no fim do túnel

PRESIDENTE Dilma: complicado, hein?
A menos de três meses para terminar o ano em curso, o tal do ajuste fiscal do governo Dilma Rousseff (PT) permanece sem sair do canto, aguardando uma calmaria política que está difícil a esta altura. Se está complicado passar o ajuste pretendido pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, imagine a aprovação do retorno da CPMF, principal medida do pacote, considerada a tributação mais rejeitada. É bom lembrar que 2016 é ano de eleições municipais, o que fica mais difícil aprovar medidas impopulares.    

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Piauí rindo à toa

Nem precisa ser o bam-bam-bam da energia eólica, como o Rio Grande do Norte se gaba, para conseguir um financiamento bilionário. O BNDES acaba de aprovar financiamento de R$ 1,3 bilhão para usinas eólicas do Piauí. Isso em época de vacas magras, como agora. É dinheiro muito para construção dos complexos eólicos da Chapada do Piauí 1, 2 e 3, cujo potencial total de geração é de 436,7 MW (megawatts). As obras devem gerar mil empregos diretos e 2.300 indiretos no Estado.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Será ela, a crise?

Pelo visto a crise chegou até a empada. Aquela lojinha da rede Mr. Empada que existia ali no shopping Cidade Jardim, zona sul aqui de Natal, fechou. Vez por outra passava por lá, mas um dia desses fui e estava fechada. Que pena! Anuncia-se para o local outro ponto comercial. Fico a imaginar: será a crise que chegou também ao bolso de quem gosta de empada. É, pode ser! Não duvide.

Frustração tributária

Acredite se quiser, mas a reforma tributária ainda está entre as reformas do presidente Michel Temer, que talvez não consiga aprovar nenh...

MAIS VISITADAS