sábado, 30 de abril de 2016

EXTRAPAUTA 'Pacote de bondades'

DILMA Mais gastos
A presidente Dilma Rousseff (PT), que sofre um processo de impeachment no Congresso, deve anunciar um "pacote de bondades" neste domingo, 1º de maio, Dia do Trabalho, que inclui aumentos de gastos e liberação de R$ 180 milhões extras para publicidade, conforme escreve O Globo.

Enquanto isso, o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que se prepara para um eventual governo com o afastamento da presidente Dilma, monta equipe econômica com foco na defesa do rigor fiscal, diante de um cenário de rombos sucessivos nas contas públicas.

Comentário

Parece que a ordem no Planalto agora neste apagar das luzes é "vamos gastar o quanto pudermos". O ajuste fiscal, que se encontra travado, há muito tempo foi esquecido, enquanto o governo petista luta para se salvar do impeachment a qualquer custo. Até mesmo gastando mais, sem puder gastar. Tudo isso para agradar partidários e movimentos sociais que lhes são simpáticos. (J.A.C)

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Produção de energia no Nordeste

No ranking de produtores de energia do Nordeste, o Rio Grande do Norte sobressai como o quarto maior entre os Estados da região. Isso significa que nos últimos 12 meses usinas potiguares geraram 14,3% de toda a energia entregue ao sistema, num total de 1.090 MWmédios no período.

São dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que exibe a Bahia na primeira posição da região, cujas usinas produziram 2.267 MWmédios, ou seja, 30% dos 7.639 MWmédios de energia gerados no Nordeste entre abril de 2015 e março deste ano.

Na Bahia, a fonte hídrica destaca-se como a principal responsável pelo desempenho no período, que alcançou 1.216 MWmédios produzidos. As usinas térmicas baianas contribuíram com 584 MWmédios e as usinas eólicas com 466 MWmédios.

Depois da Bahia, na frente do RN aparecem Ceará (1.582 MWmédios) e Pernambuco (1.133 MWmédios. Atrás do RN, completando a lista, estão Alagoas (1.037 MWmédios), Paraíba (272 MWmédios), Piauí (238 MWmédios) e Sergipe (21 MWmédios).

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Projetos de energia

ENERGIA Eólica receberá financiamento do FNE
Em meio a falta de crédito, em consequência da crise econômica, o Banco do Nordeste (BNB) reaparece em cena para retomar as linhas de financiamento em geração centralizada para os setores de biomassa, energias eólicas e solar fotovoltaica, além de PCHs.

O Ministério da Integração publicou no Diário Oficial da União portaria nº 68, na segunda-feira, 25 de abril, que altera as diretrizes do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operado pelo BNB, permitindo retomar essas linhas operacionais para o setor de energia.

Vale salientar que a medida marca o fim da vedação que existia desde 2012.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Conta de luz cara

O Brasil é o país que mais paga pela conta de luz numa seleção de 23 países do mundo, deu no jornal O Globo, edição da segunda-feira, 25 de abril. Pois bem, em horas de trabalho para pagar 100 kWh de consumo básico, o brasileiro precisa trabalhar 11 horas, segundo o estudo mencionado na reportagem de Ramona Ordoñez.

Canadá, por exemplo, é o país que paga menos, apenas 1,6 hora para arcar com os mesmos 100 kWh de energia consumidos. O México, segundo depois do Brasil, trabalha nove horas. Brasil cada vez mais Brasil. Por aqui se ganha mal e paga-se muito

Há algo de muito errado para a política adotada de tarifas de energia para consumo, já que o Brasil é um país privilegiado em recursos naturais, destacou para O Globo o diretor do Ilumina (Instituto de Desenvolvimento Estratégico do Setor Elétrico) Roberto D'Araújo.

O instituto foi uma das referências de fontes para o estudo. Um dos fatores de encarecimento da energia é que o Brasil tem carga tributária bastante pesada para o setor, conforme apontou na reportagem o professor Délberis Lima, do Departamento de Engenharia Elétrica do Centro Técnico Científico da PUC-Rio, outra fonte do estudo.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Mais insegurança no RN

Amanhecemos a segunda-feira, 25 de abril, com mais uma notícia de fuga de presos de presídio em Natal, a capital do Estado do RN. Agora mais sete fugitivos engrossam o contingente de criminosos que ganharam as ruas, totalizando mais de 180 foragidos só este ano no Rio Grande do Norte. As fugas frequentes demonstram que a situação carcerária está fora de controle.

Desta vez a escapada se deu no Centro de Detenção Provisório (CDP) localizado no bairro da Ribeira, zona leste natalense. Cada fuga de presos significa mais insegurança nas ruas de Natal e municípios da região metropolitana, quando não de outras cidades mais distantes da capital. A violência que já anda insuportável por aqui, torna-se pior com mais criminosos fora das grades.

O governador Robinson Faria (PSD/RN) nem imaginava o problemão que estava recebendo de seus antecessores governantes do Estado. Hoje, ele sem puder contar com mais ajuda do governo federal, às voltas com o processo do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), esbarra em dificuldades para resolver a questão carcerária dos presídios potiguares. Rogai por nós!

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Driblando a inflação

SUPERMERCADO Busca por preços menores
A inflação tem cedido diante de uma recessão econômica profunda, que tem forçado consumidores a recuar em seu planejamento de compras. Esteve em dois dígitos (10,71%) em janeiros deste ano, e em fevereiro cedeu para 10,36%, enquanto em março voltou para um dígito (9,39%). Mas ainda permanece alta, longe da meta central de 4,5% estabelecida pela política monetária. Assim, com o custo de vida em alta, o jeito é tentar buscar alternativas nas compras domésticas para a semana ou mês.

Na verdade, a inflação brasileira ainda demorará um pouco a chegar a um padrão satisfatório do tipo meta central ou abaixo disso. O índice oficial que mede a inflação, o IPCA, que quer dizer Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, é produzido pelo IBGE. É por esse índice que sabemos mês a mês como anda o custo de vida das famílias com chefes assalariados e com rendimento mensal de um a 40 salários mínimos.

Esse índice, contudo, não se baseia apenas em produtos de supermercados. Entram outros itens, como transportes, habitação, educação, saúde.

Andar em mais de um supermercado buscando preços mais em conta é uma das alternativas o que tem sido feito por muitos consumidores. Aqui em Natal não tem sido diferente do resto do país. Indicações de uma vizinha ou mesmo de familiares nos trazem referências que terminam ajudando na hora das compras para a despensa. Sem sequer sair da região urbana em que moramos, é possível, sim, fazer economia no que se compra.

Que tal economizar entre R$ 70 e R$ 100 trocando de supermercado. Mesmo que você complemente pequena parte das compras em outro supermercado, que pode ser o que se ia antes? Pois é, fiz isso por informações e me dei bem. Supermercados de atacado e varejo são os melhores para encontrar preços mais em conta, que ajuda a dona de casa ou o chefe de família gastar menos. Claro que não são todos, mas essa é uma dica valiosa para quem quer economizar sem sair para longe.

Agora em 2016

Por enquanto, o IPCA acumula no ano 2,62% de inflação. Nos últimos 12 meses a alta acumulada alcança 9,39%. A previsão é de que chegaremos ao fim do ano em curso com uma inflação em torno de 7,31%, de acordo com especialistas do mercado. Se assim for confirmado, o índice estará cedendo, pois antes a estimativa era de 7,43%. No ano passado,  o acumulado fechou 2015 em 10,67%. É esse o cenário econômico que se apresenta até o momento, o que, claro, pode ser alterado. Até porque notícia desta segunda-feira (25) dá conta de que especialistas já preveem uma inflação menor de 6,98% ao ano em 2016.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

A questão salarial

Vale o que diz o jornalista Pedro do Coutto, na Tribuna da Internet, em seu artigo desta quinta-feira, 21 de abril, ao analisar questões  que o povo busca num novo governo, na nota Salários reduzidos.

"Não existe de fato, mas está no papel que são irredutíveis os salários dos trabalhadores regidos pela CLT e os vencimentos dos funcionários públicos", diz. E acrescenta: "Na teoria. Mas na prática ocorre exatamente o contrário". Falou bem por milhares de trabalhadores celetistas e servidores públicos.

Em seguida o colunista lembra que "A taxa inflacionária de 10,6% que marcou o exercício de 2015, divulgada pelo IBGE, somente foi reposta sobre o salário mínimo, que abrange praticamente 1/3 [um terço] da mão de obra ativa".

A seguir questiona: "E os outros 2/3 [dois terços]?" Para emendar: "Com toda certeza estão perdendo a corrida contra os preços que sobem todo dia."

Municípios cota zero

É lastimável a situação financeira de pelo menos duas dezenas de prefeituras do Rio Grande do Norte que com a queda dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) nada receberão no segundo repasse do ano dessa verba.

Entre essas prefeituras estão algumas da região metropolitana de Natal, como Extremoz, Parnamirim e São José do Mipibú, conforme informação repassada à imprensa pela Femurn – Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte.

Os demais municípios que não tiveram a cota zerada estão tendo o recebimento cada vez mais reduzido.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Feriado de Tiradentes

O feriado de Tiradentes, nesta quinta-feira, 21 de abril, certamente dará uma folga às Suas Excelências depois do agitado domingo (17) em que votaram na Câmara o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), encaminhando o processo para o Senado.

Quem é do serviço público, poderá até aproveitar o feriado para esticar o fim de semana até domingo, só retornando ao trabalho na segunda-feira. Embora não tenha sido declarado ponto facultativo nesta sexta-feira (22). Se tiver direito à folga, seguramente não perderá a chance de enforcar a sexta.

No mais, é bom lembrar que a data de 21 de abril é alusiva à execução do mártir da Inconfidência Mineira, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, como ficou conhecido nosso herói, pela profissão que exerceu, além de um cargo militar da época colonial.

Rememorando, Tiradentes e demais inconfidentes mineiros, estes banidos do país, lutavam por liberdade e emancipação do Brasil Colônia quando foram traídos. 

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Sem trégua tarifária

Sem sequer dar tempo para consumidores de energia respirar, lá vem aumento na conta de luz. E é já! A partir de sexta-feira (22) as tarifas da Cosern sobem no Rio Grande do Norte, por autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Quer dizer, não deu nem tempo dos consumidores potiguares comemorarem a mudança do Sistema de Bandeiras Tarifárias agora em abril de vermelho para o verde, que encarecia em muito o custo. Primeiro mudou do vermelho para o amarelo, menos oneroso, e agora por último para o verde livre de acréscimos.

Porém, a Cosern já soltou nota avisando que vem aumento por aí. E vai pesar mais nos consumidores residenciais, que sobe para 7,78% e 7,61% para o setor industrial. A fatura vem em maio. Trata-se agora do reajuste anual e assim vamos nós. Antes era o funcionamento das usinas termoelétricas de custo caro.

O aumento também vale para mais três Estados do Nordeste: Bahia, Ceará e Sergipe.

Bloqueio de celulares

Está a caminho o bloqueio de celulares para uso de comunicação em presídios do Rio Grande do Norte. A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania adota as providências para a medida técnico-administrativa.

Uma licitação pública está sendo lançada estes dias para a escolha da empresa que vai trabalhar o bloqueio, começando pelos presídios da região metropolitana de Natal.

Medida que já vem com bastante atraso, já que é muito importante para impedir a comunicação de dentro dos presídios com interlocutores de fora dos muros da prisão.

Estancar as fugas

A providência mais urgente que o governo Robinson Faria (PSD) deve tomar para os presídios do Rio Grande do Norte, no que pese a importância do bloqueio de celulares, é sem dúvida estancar as fugas de presos, que já somam 177 só este ano.

Sem isso, os presos vão manter a alternativa de escavar túneis e buscar outros meios para escapar, o que terá pouco efeito o bloqueio do uso de celulares dentro dos presídios. Que se construa logo como prioridade mais presídios seguros para distribuir a população carcerária.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Cidades sem lei


Sem limites os atos criminosos que ocorrem por aqui, neste Rio Grande do Norte, a começar pela própria capital Natal e região metropolitana. As fugas constantes que acontecem em presídios estaduais aumentam a violência desenfreada sem que a polícia dê conta. 

Invasão de residências por bandos, arrastões em locais os mais imprevisíveis como agências bancárias e também em ônibus das linhas urbanas da capital, além de roubos de carros por assalto.

Tem mais, mesmo em Natal, assim como em cidades menores do interior, caixas eletrônicos de agências bancárias continuam sendo dinamitados por quadrilhas. Não se pode mais viver com segurança por aqui, enquanto a droga traficada está em todo o Estado.

Só este ano já escaparam de presídios no RN 170 presos. Quase todo dia se registra fuga em algum local.

Até dentro do banco

Fato inusitado demonstra que a bandidagem age de forma ousada sem temer a polícia, pois pelo menos 20 pessoas foram roubadas aqui em Natal dentro de uma agência bancária.

Eram três criminosos que na noite de segunda-feira (18) invadiram uma agência do Banco do Brasil na avenida Capitão Mor-Gouveia, bairro de Lagoa Nova, zona sul, e fizeram o arrastão.

Levaram das vítimas dinheiro e celulares. Como de praxe, ninguém foi preso. Segue a impunidade.

Interiorização do crime

Nem mesmo em cidades menores antes consideradas pacatas, como Angicos, lá no sertão potiguar, o crime permite tranquilidade para as pessoas de bem que estudam ou trabalham.

Os bandidos estão sempre à espreita de suas vítimas em locais que possam atacar.

Tem sido alvo de assaltos estudantes de uma instituição de ensino que fica em local afastado do centro da cidade, conforme divulgou a televisão.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Jogo democrático

CÂMARA Votação do impeachment de Dilma
Vitória e alegria para uns, decepção e tristeza para outros. Assim terminou a primeira batalha do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) aprovado pela Câmara Federal, neste domingo histórico, de17 de abril. Foram 367 a favor do impedimento, ante 137 votos. Mais sete abstenções e duas ausências.

Daqui pra frente, o processo vai para o Senado, que tem tendência favorável pró-impeachment entre os senadores que vão votar. Fica cada vez mais difícil para o governo portanto, mudar a seu favor.

As ruas, avenidas, praças, residências, bares e restaurantes viveram o domingo em clima igual ao de jogos da Copa do Mundo, embora se tratasse mesmo do destino do país num jogo democrático. Por sinal, se o impeachment avançar no Senado é o segundo a ser escrito na história política do Brasil.

O país ficou dividido, sim, porém com expressiva evidencia favorável das massas ao impeachment da presidente da República, por fatores claros que influenciaram como crise política e econômica do governo petista, questões de ética e denúncias de escândalos desfavoráveis ao partido governista.

Emocionalismo, convicções e pontos de vista à parte, até aqui tive amigos, colegas de profissão e familiares que o processo de impedimento nos dividiu em nossos posicionamentos, no entanto, de forma respeitosa. Quando um não quer, dois não arengam. As diferenças fazem parte do jogo democrático.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Domingos sem lojas

LOJAS  Devem fecham aos domingos
Houve uma época em que o varejo ignorava até mesmo domingos e feriados para abrir lojas de shopping e de rua, alguns segmentos funcionavam até 24 horas como o de supermercados.

Mas o tempo passa e dá suas reviravoltas. Agora, o setor de varejo acossado pela crise econômica que ataca o país, já discute o fechamento de lojas aos domingos e feriados em Natal e outras capitais.

Lojistas alegam que vendas magras e custos altos em época de recessão não dão para manter lojas abertas. Patrões e empregados se acertam, contudo, shoppings buscam uma alternativa possível.

Como tenho dito aqui, este é o país de um passo pra frente e dois pra trás. Por enquanto, o ritmo não vai mudar, até que aprendemos a evoluir sem mais recuo. 

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Governo do Rio falido

DORNELLES Medida drástica
Situação do Rio é calamitosa. Sem dinheiro em caixa para pagar servidores estaduais, quem leva a pior são aposentados e pensionistas que só receberão em 12 de maio, segundo a notícia.

São 137 mil pessoas, que ganham acima de R$ 2.000, com salários sem receber desde março. Tal medida, tomada pelo governador em exercício Francisco Dornelles alega a crise financeira do Estado.

Não adiantou nem mesmo ser aliado da rainha do Planalto, em Brasília, que nada fez para salvar o Rio. Os funcionários da ativa, no entanto, receberão março nesta quinta-feira (14).

Um desrespeito absurdo aos aposentados e pensionistas do Estado fluminense.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

CRISE Mais de 23 anos depois

Em um ano de eleições municipais, o foco na mídia em geral do país tem sido o processo de impeachment que rola no Congresso contra a presidente Dilma Rousseff (PT) em seu segundo ano de mandato.

Caso se concretize, ocorrerá mais de 23 anos depois do primeiro ocorrido em 1992 contra o então presidente Fernando Collor de Melo. Hoje ele é senador.

Nesta segunda-feira, 11 de abril, entrou na fase de maior expectativa com a votação pela comissão do impeachment que recomendou por 38 a 27 votos o prosseguimento do impedimento da presidente.

Agora é a vez do plenário da Câmara dos Deputados decidir até domingo (17). Depois, se aprovado, seguirá para o Senado onde se dará o ato final.

terça-feira, 12 de abril de 2016

A volta do 'barbeiro'

'BARBEIRO'  transmissor da doença
Fiquei surpreso ao ler a notícia de que o "barbeiro" está de volta. Não é bem surpreso, porque todo tipo de doença que foi surto no passado hoje está voltando. Estou mesmo é curioso.

O barbeiro que eu me refiro não é aquele que corta cabelo masculino! Não, é o inseto que transmite a doença de Chagas, que tinha desaparecido quase completamente.

Pois bem, o chaguismo está de volta na forma de surto em municípios do Oeste Potiguar, conforme investigação epidemiológica feita pelo Ministério da Saúde.

A doença de Chagas é uma doença febril infecciosa em áreas rurais que pode matar, transmitida por contato direto com as fezes do inseto.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

CRISE Escândalos em série

É um escândalo atrás do outro sem parar. Agora vão das delações dos dirigentes da Andrade Gutierrez às negociações de cargos ministeriais e comissionados numa tentativa desesperada do governo da presidente Dilma Rousseff (PT) escapar do impeachment.

Francamente, não tenho partido, mas jamais defenderia um governo de forma incondicional, que partisse para atitudes condenáveis como as que estão ocorrendo com o governo petista.

O preenchimento de cargos sem qualquer critério técnico é o mesmo que a compra de votos numa eleição. Quer dizer, uma prática que é crime eleitoral. É preciso reconhecer, ter consciência crítica, ser realista, deixar o emocional de fora, que um governo numa situação dessas não tem mais como se sustentar.

CRISE 2 A conta da recessão

Li notícia na Folha de S. Paulo on-line dando conta que a renda per capita brasileira vai demorar nada menos que dez anos para recuperar a perda causada pela recessão econômica, estimativa de bancos e consultorias.

Como se vê, o jornalista Ancelmo Góes, de O Globo, está certíssimo: "A crise é grave." Não duvide. Basta você ir a um supermercado para senti-la.

A propósito, no Carrefour, em Natal, onde eu costumava comprar vinhos a preços mais em conta até pouco tempo atrás, digamos assim, hoje é melhor dizer : comprava. Os preços subiram um absurdo.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

CRISE Sobrou pra quem?

Diz um conhecido ditado popular que "a corda só se arrebenta do lado fraco". Pois bem, demitiram o zelador do prédio em que o ex-presidente Lula era dono de um tríplex, no Guarujá (SP).

Tudo porque José Afonso Pinheiro havia prestado um depoimento ao Ministério Público do Estado de SP esclarecedor sobre o tal tríplex em questão nas investigações.

Não pouparam o coitado! Que raça, gente! É um salve-se quem puder nessa crise.

RN pede paz

O governo estadual de Robinson Faria (PSD/RN) ainda não disse para que veio. Ele assumiu com o propósito de ser o "governador da segurança" no Rio Grande do Norte, mas até agora sem conseguir  o mínimo de segurança pública para a população que clama por paz.

É cada vez maior o número de adolescentes delinquentes envolvidos com atos criminosos na região metropolitana de Natal. O fato mais recente foi o de assalto esta semana a uma farmácia na zona norte que deixou um vigilante paraplégico, mesmo sem reagir. Eram três os criminosos.

Os outros dois, ambos de maior, estão foragidos. As pessoas não sabem o que fazer para se proteger. 

BLOG Fazendo história

A partir desta data (8 de abril) este Blog (um diário de internet) passará a usar o antitítulo CRISE em caixa alta para noticiar ou opinar sobre a atual conjuntura nacional.

É uma forma de testemunhar o que se passa em nosso país, que enfrenta uma situação de grave crise política e econômica, como também ética, envolvendo políticos e empresários.

Queremos acompanhar o desfecho que haverá desse quadro gravíssimo, que tudo indica se terá muito breve, dada a dimensão que a crise tomou em todo o Brasil.

É o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), cujo partido está há mais de 13 anos no poder, agora numa fase de desgaste político e de grande impopularidade.

Temos uma presidente da República enfraquecida por partidos e pela população, sob ameaça de sofrer um impeachment, tamanha é a gravidade da situação brasileira.

O maior líder petista, ex-presidente Luiz Inácio da Silva, Lula, está no mesmo barco que naufraga. Investigado pela Justiça brasileira, perde apoio e liderança das massas que o elegeu no passado.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Governo do RN em queda

ROBINSON Mal avaliado
Os percentuais da pesquisa da Fiern (Federação das Indústrias do Estado do RN) também desaprovam o governo Robinson Faria (PSD), aliado de Dilma Rousseff (PT).

Entre os empresários da indústria consultados pela pesquisa feita pelo Instituto Índice, a mesma que avaliou a presidente Dilma Rousseff, divulgada aqui ontem (quarta-feira), revela que 29,5% aprovam o governo Robinson no RN, ante 49,5% que desaprovam.

Já a população potiguar deu 32,7% de aprovação ao governador Robinson Faria, ante 50,1% que desaprovam a administração estadual.

Falta de segurança pública lidera como principal problema entre os que desaprovam o governo Robinson, com 46,5 pontos, mais do que o dobro do 2º lugar, a saúde, com 21,7 pontos.

Depois vem o desemprego como outro grave problema (9,4 pontos) e a falta d'água (5,9 pontos).

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Tendência potiguar na crise

FIERN Casa da Indústria do RN
O Rio Grande do Norte tem posicionamento sim em relação à atual crise da conjuntura nacional, conforme pesquisa já conhecida, encomendada pela Federação das Indústrias do Estado do RN (Fiern).

Nesse caso, o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) é desaprovado por 91% dos empresários no Estado, e por 74,5% da população potiguar.

Os indicadores pró-impeachment da presidente Dilma chegam a ser bem próximos, pois, 66% dos empresários são favoráveis, enquanto o índice na população atinge 61,4%, segundo a pesquisa.

Essa mesma pesquisa confiada ao Instituto Consult ainda traz outros resultados no Estado, como a avaliação do governo estadual Robinson Faria (PSD/RN), também desaprovado, que fica para o próximo artigo.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Outono chuvoso

CHUVA Melhoria de clima
Parece que o outono em curso nos traz esperança de melhoria de clima. As chuvas que têm caído pelos municípios do semiárido potiguar não devem interromper totalmente o ciclo de seca, que já marcha para cinco anos consecutivos, porém estão enchendo açudes e barragens aqui no Rio Grande do Norte.

Mais um ano de seca braba ameaçava secar literalmente nossos reservatórios hídricos, piorando a situação dos animas e da sobrevivência humana no campo, onde famílias vivem das culturas de subsistência, como milho e feijão. Todavia, chuvas mais recentes estão amenizando o ambiente rural.

É possível que não haja um ano bom de inverno, como todos aqui querem, contudo, pelo menos com uma média de chuvas abaixo do normal. É o que vem acontecendo desde a semana passada quando as chuvas começaram a cair com mais frequência e intensidade.

Com isso vários açudes pequenos começam a sangrar, enquanto os maiores no Estado tomam água e melhoram níveis de abastecimento.

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Insegurança bancária

EXPLOSÃO 1º de fev em A. Bezerra
Mais um município da microrregião de Angicos, agora Pedro Avelino, volta a ser alvo de explosão de agência bancária por bando de criminosos, dois meses depois de destruída a de município vizinho. Na madrugada do dia 1º de fevereiro foi a agência do Banco do Brasil de Afonso Bezerra, a 168 km da capital Natal.

A cidade ficou sem serviços bancários e quem precisasse teria que apelar para o município de Pedro Avelino, a 154 km de Natal, que nesta madrugada da segunda-feira, 4 de abril, também teve caixas eletrônicos da agência local do BB dinamitados por quadrilha que age criminosamente na microrregião.

Todo mundo sabe que o modo de operar é o mesmo, com homens fortemente armados que atuam na calada da noite, usando explosivos. Até a data é conhecida: início de mês quando geralmente ocorre o pagamento de aposentados e servidores públicos ativos.

Apesar de o modo de agir dessas quadrilhas ser conhecido, nada é feito para impedir em tempo hábil. É possível até prever a próxima agência a ser alvo. Deve ser em Angicos, municípios todos muito próximos um do outro. A população que fique sem banco e dinheiro, porque investimento em segurança não se faz. 

sexta-feira, 1 de abril de 2016

'Capital dos ventos'

PARQUE EÓLICO Energia no RN gerada pelos ventos
É assim "capital dos ventos" que Natal (RN) vem sendo denominada pelo Centro de Estratégias em Recursos Naturais & Energia (Cerne). Isso porque nos dias 18 e 19 de abril, a cidade vai ser sede do mais importante evento político-empresarial do setor eólico nacional.

Trata-se do Fórum Nacional Eólico - Carta dos Ventos, que desde 2009 reúne as principais lideranças relacionadas com a chamada "indústria dos ventos". O encontro vai ser realizado nos auditórios da Escola de Governo do Rio Grande do Norte, no Centro Administrativo do Estado, bairro de Lagoa Nova.

A realização aqui, segundo o Cerne, está sendo possível porque o governo do RN apoiou e coordenou a mobilização de várias entidades empresariais do Estado para trazer o evento de volta para o Rio Grande do Norte, onde foi iniciado. Importantes parques eólicos do país estão instalados no Estado.

 Essa é uma alternativa de fonte de energia renovável captada dos ventos para gerar energia elétrica.