sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Vou de táxi!

Entre tantos itens que já consta em nosso orçamento pessoal, agora surge mais um indispensável para quem gosta de tomar umas e outras. É a Lei Seca que impõe: o dinheiro do táxi.

Se você vai a uma festa e a intenção é beber alguma bebida alcoólica, se não tem quem dirija o carro, a saída é ir de táxi; Ou então se a opção é ir a um barzinho mais distante de onde mora, pegue um táxi.

Se o programa é visitar uma amigo onde vai rolar um bom bate-papo e uma bebidinha, não tem outra, busque um táxi para lhe levar e trazer.

Aí soma-se mais a ida ao futebol, aos bailes de formatura, aos aniversários dos conhecidos e familiares, à folia carnavalesca, às festas de casamento e de debutantes, enfim, tudo que envolva bebida alcoólica.

A não ser, é claro, que você dispense o álcool, o jeito é incluir no orçamento pessoal do mês um bom dinheiro para a mobilidade etílica do mês.

É bem melhor do que desafiar a Lei Seca com as blitze que se tornaram corriqueiras. Evita-se grande transtorno e constrangimento, além de não arriscar a nossa e a vida dos outros.

É importante de agora em diante assimilar a cultura da Lei Seca, evitando-se a combinação perigosa álcool e direção. Não tenha dúvida, inclua mais esse item em suas despesas pessoais.

Na base do custo-benefício gasta-se menos do que pagar a multa da infração e arcar com outras responsabilidades em caso de ser flagrado pelo bafômetro. Não vacile! 

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Marginal da BR 101

Graças a Deus a Prefeitura de Natal mostra-se atenta às vias públicas da cidade e se esforça para melhorar trechos danificados que dificultam o fluxo do trânsito de veículos. Aqui fizemos um apelo em janeiro, e desde alguns dias que o trecho na marginal da BR 101 entre a antiga loja das Salinas e o Parque das Pedras foi recuperado. Estava intransitável por conta da pavimentação a paralelepípedo mal conservada, mas os reparos da operação tapa-buraco já consertou e até asfaltou em pequeno trecho que sai da avenida da Integração, em Candelária, e dobra na esquina onde funcionava a antiga loja Salinas. Agora já se pode transitar mais tranquilo e com segurança, sem a buraqueira de antes. Hoje já se vê recuperadas muitas ruas e avenidas que estavam em situação precária até a gestão municipal passada.
____________
JoséAécioCosta.com: Alô! Prefeitura de Natal: O trecho da marginal da BR 101, entre a antiga loja da Salinas e o Parque das Pedras, para quem vem pela avenida da Integração e dobra ali ...

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Revitalização do bairro do Alecrim

MAQUETE  Reurbanização do bairro contempla o
relógio público que fica em seu centro comercial 
Há muito tempo que o bairro do Alecrim, de tradicional comércio de rua em Natal, está a merecer uma reurbanização. Até hoje, ao que parece, pouco se fez pelo populoso bairro.

Diariamente, seu centro comercial recebe grande quantidade de gente. Mas o bairro é sujo, mal conservado e até mesmo sem  estacionamento para atender a demanda do fluxo de veículos.

Por lá, nota-se, que há muita desorganização. O trânsito é uma loucura. Em algumas calçadas tomadas por vendedores ambulantes, mal se pode andar. O camelódromo é aquela feiura.

Pois bem, empresários lojistas que representam entidades do setor comercial se uniram e foram até o prefeito Carlos Eduardo Alves apresentar projeto para reordenar suas áreas comerciais.

É uma boa iniciativa e merecida reivindicação dos lojistas do bairro, que o prefeito acenou com o possível atendimento do pleito para 2015, já que este ano não existem mais recursos para atender.

"O projeto que levamos ao prefeito foi desenvolvido pelo Sebrae e com o apoio da CDL Natal e das entidades comerciais ligadas especificamente ao bairro do Alecrim", diz o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Fernandes Queiroz, que liderou a comitiva.

A ideia do projeto é  "mudar a geografia humana e o visual do bairro, tornando-o muito mais aprazível e digno para todos que o frequentam e para os que tiram de lá o sustento de suas famílias".

De fato, o  Alecrim tem que mostrar sua importância social e econômica para a cidade, exigindo do poder público o que ele pode fazer pelo bairro. 

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Retenção no trânsito de Natal

Aqui em Natal, num trecho curto da rua Nascimento de Castro, entre as avenidas Rui Barbosa e Senador Salgado Filho, bairro de Lagoa Nova, zona sul, que pode ser feito em menos de cinco minutos num fluxo normal, está levando cerca de 20 minutos – ou mais.Isso porque o trânsito por essa via está sendo retido pelos semáforos do cruzamento da avenida Salgado Filho com a Nascimento de Castro, dando mais tempo para quem trafega pela Salgado Filho.E, assim, os natalenses perdem um tempão retido na Nascimento de Castro, antes de chegar ao cruzamento com a Salgado Filho. É um exercício de teste de paciência! Está cada vez mais complicado o trânsito por aqui. Precisamos de transporte público de qualidade para deixar o carro em casa e reduzir a frota circulante.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Feriadão do Carnaval 2014

OLINDA Um dos melhores carnavais de rua do país
Estamos entrando na semana que vai dar início ao Carnaval deste ano. É no próximo sábado, 1° de março, que se estende até a Quarta-Feira de Cinzas, dia 5.

Esse é o mais longo feriadão do ano, que todo mundo se prepara bem antes para a temporada carnavalesca. São dias de pernas pro ar ou de muita folia para os que gostam.

No tempo em que as marchinhas carnavalescas e sambas dos bons estavam no auge, lembro-me que as rádios AM começavam suas programações voltadas para o Carnaval com antecedência.

Meses antes reservavam programação de uma ou duas horas para tocar músicas carnavalescas, sempre lançando os novos sucessos e relembrando os antigos.

Era a época de ouro do rádio, ainda sem televisão, e eu adorava ouvir essas atrações lá no meu interior, bastava eu descobrir um desses programas carnavalescos.

Hoje não se houve mais marchinhas, nem frevos e nem muito menos samba. Agora é um outro tipo de música tocada pelas rádios FMs, que seguem a tendência do Carnaval baiano.

Só que, aqui bem vizinho ao nosso Rio Grande do Norte está a capital de Pernambuco, a terra do frevo, que tem ainda um dos melhores carnavais tradicionais no Grande Recife, que abrange Olinda.

Nada contra os baianos, mas admiro muito mais o Carnaval pernambucano, que já ouvia falar ainda quando era menino. Lá, sim, é a festa mais popular e tradicional que resiste ao tempo.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Perspectiva de inverno em 2014

SEMIÁRIDO Esperança de chuvas normais no RN
A boa notícia desta semana que terminou é a perspectiva de inverno normal para este ano, na quadra compreendida entre março e junho, conforme indica estudo de meteorologistas. O semiárido potiguar, que ainda se encontra num regime de secas consecutivas, pode ter chuvas acumuladas entre 230 até 600 milímetros no ano se as indicações pluviométricas se confirmarem. Com isso, o otimismo volta a predominar diante da esperança de se ter um inverno mais para normal do que abaixo da normalidade, de acordocom as recentes informações anunciadas para o Rio Grande do Norte. Aliás, as primeiras chuvas já estão ocorrendo pelo semiárido no RN, animando agricultores que se preparam para o início do plantio. As chuvas vão melhorar também a situação crítica dos reservatórios hídricos, atualmente em baixa com armazenamento de apenas 25% a 30% da capacidade.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Assim é moleza!

O que é que acontece com a Polícia Federal do Rio de Janeiro? Uma pesquisa diz que a PF do Rio teve o segundo pior desempenho, deu em destaque de primeira página o jornal O Globo desta sexta-feira 20.

Ficou mal a instituição entre as 27 unidades do país, segundo o jornal carioca. Não é pra menos.

Na verdade, o órgão no Estado fluminense se concentra mais em funções administrativas, como a emissão de passaportes, do que na represssão ao tráfico de armas e drogas, diz a notícia.

Dessa forma, em 2013, fez apenas 19 operações e 161 prisões, o que demonstra ser muito pouco para o tamanho das  necessidades do Estado, com tanta criminalidade  local.

Ainda não vi nenhum estudo desses aqui no Rio Grande do Norte, mas a PF no RN ´parece muito mais atuante na repressão contra o crime – ou não?

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Voracidade fiscal do governo

O governo federal pensa em melhorar a arrecadação fiscal e por isso não descarta  a possibilidade de aumentar impostos este ano, caso precise satisfazer sua voracidade tributável.

Apesar dos recordes de arrecadações que a gente sempre vê os meios de comunicação divulgando, o governo está na expectativa do quanto mais melhor.

E aí vem com aquela conversa mole: "Não está previsto aumento de tributos, embora isso possa ocorrer", diz o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Pra que senhor, ministro? Ora, ora... "Vai ser uma espécie de reserva que temos, se for necessário, para melhorar a arrecadação", justifica a seu modo.

Como o governo quer dessa forma conter preços e combater a inflação com aumento de impostos? Mais parece um contrassenso. Melhorar a arrecadação tributando mais é o mesmo que inflar preços.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Deu a louca nos juros

A notícia chama atenção, que diz no título: "Juros do cartão chegam a quase 1.000% ao ano". É o Brasil que volta com tudo na taxa de juros cobrada dos consumidores e correntistas de bancos.

Trata-se do custo total de um saque à vista no cartão de crédito do banco Santander, informa o site do jornal Estadão, onde li a tal noticia que impressiona.

Depois de feita todas as contas o total chega a um custo final de 967% de juros. É uma falta de limite e uma gatunagem incrível que só vemos acontecer no Brasil dos juros vergonhosos.

A impressão, a princípio, é que erraram nas contas, porque, segundo o site noticioso, é como se o banco emprestasse R$ 30 mil em janeiro para a compra de um carro popular e recebesse em dezembro o valor de um apartamento de R$ 320 mil.

É uma realidade que só mesmo talvez no Brasil. Ao que parece, o governo brasileiro não está nem aí para pôr limites nessa escalada dos juros do mercado financeiro.

Fonte: Estadão.com.br

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Serviços de telefonia na Copa

Se já são pouco eficientes os serviços de telefonia móvel no Brasil, vão ficar pior durante o período da Copa do Mundo. Bem, isso é o que preveem especialistas no assunto.

O problema é que há risco de congestionamento na comunicação nos estádios em determinados momentos dada a alta demanda, de acordo com o que diz, por exemplo, o diretor executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy, que dirige o sindicato das operadoras de telefonia móvel.

Contudo, nesse caso, ele prevê que os estádios da Copa a serem mais afetados em relação a essa situação é o de Curitiba e o de São Paulo, em decorrência do atraso nas obras.

Por conta desse retardamento, segundo ele, não haveria tempo hábil para a instalação de antenas e equipamentos de comunicação, como em outros estádios.

Percebemos, então, que congestionamento não é apenas questão de trânsito, a telefonia móvel brasileira sofre do mesmo mal. Basta ver em ocasiões de concentração de demanda de linhas telefônicas.

Fonte: O Globo

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Contribuição do governo Rosalba?!

Avaliação feita por um empresário da área de segurança privada em Natal, em reunião hoje (terça-feira, 18 de janeiro) sobre o governo de Rosalba Ciarlini (DEM) no Rio Grande do Norte:

"A grande contribuição que este governo vai dar é quando acabar" – disse provocando risos da plateia empresarial.

O governo rosalbista não emplacou mesmo, continua rejeitado pela população potiguar, já em seu último ano de mandato. Isso quer dizer que não há mais salvação.

Na verdade, o eleitorado potiguar a esta altura da marcha política no Estado está muito mais interessado em conhecer daqui pra frente os candidatos que vão disputar a sucessão estadual.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Dá para confiar?

O novo ministro da Saúde, Arthur Chioro, diz que o setor está pronto para a Copa do Mundo, conforme notícia divulgada neste sábado, 15 de fevereiro.

Bem, só espero que essa afirmação não seja como a do seu colega ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, que também garantiu que não haveria mais apagões no país e o que se vê é exatamente o contrário.

De acordo com o ministério, 10 mil profissionais da área de saúde foram capacitados para a Copa.

As 12 cidades-sede contarão com 531 unidades móveis do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, 66 unidades de  Pronto-Atendimento e 67 hospitais que funcionarão de forma integrada.

Além da estrutura para assistência aos torcedores, o ministério informou ter criado planos de contingência para atender acidentes com múltiplas vítimas.

Sei não, ministro! Será que Natal, também como cidade-sede da Copa, está tão preparada assim? Tenho cá minhas dúvidas! Pelo menos não é o que se constata no noticiário local.

Fonte: Ministro diz que setor de saúde está pronto para a Copa/Agência Brasil

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Repeteco dominical

JoséAécioCosta.com: O cheque entra em desuso: O cheque como meio de pagamento entra em desuso, condenado a desaparecer definitivamente. Está aí a prova. Nem as redes de supermercado...

sábado, 15 de fevereiro de 2014

O cheque entra em desuso

O cheque como meio de pagamento entra em desuso, condenado a desaparecer definitivamente.

Está aí a prova. Nem as redes de supermercados estão aceitando. Foi-se o tempo em que tínhamos até "cheque ouro" como garantia para o mercado.

Agora, a forma de pagamento em moda é o chamado "dinheiro de plástico", em outras palavras o conhecido cartão de crédito.

Esse ganha cada vez mais credibilidade dos empresários varejistas, enquanto o cheque perdeu confiança de tanta falta de cobertura financeira.

A população consumidora, por sua vez, aderiu em definitivo ao cartão de crédito (ou débito em conta). É difícil ver alguém hoje portando cheques em  folhas na carteira.

Na verdade, o único cheque que ainda se faz questão é o cheque especial incorporado ao cartão de crédito de transações financeiras.  

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Nem o tempo melhora governo

Muito pelo contrário, nem o decorrer do tempo parece melhorar o governo Rosalba Ciarlini no Rio Grande do Norte. Tende a terminar este ano na mesma pisada que vem desde o início.

Com tanta violência aí no Estado, inclusive em Natal, homicídios que precisam ser investigados, leio que policiais civis ameaçam parar atividades por falta de estrutura.

É uma decepção do começo ao fim! Procuro uma notícia boa do governo rosalbista e não encontro. Tudo neste RN parece ir de mal a pior, sem perspectivas de melhoras.

Isso dá uma tristeza danada de ver o Estado assim nesta situação sem melhora, como paciente em estado terminal. Que diabo acontece com o governo de Rosalba que não evolui?

Espero que essa paralisação não se concretize, porque assim corremos sério risco de virar cidade sem lei. Que também esse movimento não contagie os PMs do nosso Estado.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Prioridades da população

Em pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 12 de janeiro, a população brasileira aponta prioridades que devem ser trabalhadas pelo governo brasileiro para melhorar o país.

Saúde sobressai com 49%, quer dizer quase metade da população consultada.

As outras prioridades são combate à violência e à criminalidade (31%), enquanto em terceiro aparece a qualidade da educação (28%). Todas já são bastante conhecidas nossas.

Mas agora ficam mais claras as opções como reivindicações vindas do povo.

Essa pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope, denominada de Retratos da Sociedade Brasileira - Problemas e Prioridades para 2014.  

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Onda de calor braba

O calor está sufocante estes dias. Sem o ar condicionado ou um bom ventilador não dá para suportar por muito tempo. Uma prova de que o planeta Terra está em desequilíbrio climático.

Leio que o calor excessivo desde o início de 2014 pode acontecer com mais frequência nos próximo anos, se o nosso país não conseguir reduzir o impacto do aquecimento global no meio ambiente.

Quem diz isso é o secretário de políticas e programas de pesquisa e desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Carlos Nobre.

Segundo ele, o aquecimento global aumenta o número de ondas de calor. Daí esse calorão que a gente está sentindo durante o dia e que se estende pela noite.

Imagine que em Santa Catarina, Estado de clima frio predominante, as escolas foram obrigadas a adiar o início do ano letivo por causa do calor.

Ruim para uns, bom para outros essa temperatura superaquecida. O comércio, por exemplo, deve faturar bem com a venda de ventiladores, climatizadores e aparelhos de ar condicionado.

O calor também faz a festa das sorveterias, dos carrinhos de picolés e das barracas da venda de água de coco. As lanchonetes, com certeza, vendem mais sucos e refrigerantes.

Perde o cafezinho, pois, quem danado aguenta tomar café no calor? Eu mesmo substitui o habitual cafezinho pelo suco. Embora, tenha gente por aí, que não abre mão do cafezinho.

Tem dúvida? Vá lá no antigo Café São Luís, na rua Princesa Isabel, Centro de Natal!

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Reservatórios de água em baixa

Embora ainda não se fale oficialmente, corremos sério risco de um racionamento de energia. O nível dos reservatórios de água das hidrelétricas do Subsistema Sudeste/Centro Oeste está estado crítico.

Caiu de 40,1% para 37,6% desde o início de fevereiro. É o menor percentual para o período desde 2001, de acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Poi bem, naquele ano, quando foi determinado um racionamento de energia pelo governo federal, foram registrados, entre o fim de janeiro e o fim de fevereiro, índices de armazenamento entre 31,4% e 33,4%, respectivamente, na região – diz a notícia da Agência Brasil.

É o bastante para entender que estamos diante de nova ameaça de racionamento de energia, para evitar os blecautes que o país vem passando.

O Subsistema Sudeste/Centro Oeste é o principal, pois, concentra 70% da capacidade de armazenamento dos reservatórios do país. Desde 2002, o nível desse subsistema se mantinha sempre acima de 50%, o que não é o caso atual.

Ainda bem que nas outras regiões, o nível dos reservatórios sobem gradativamente. No Nordeste, está em 42,78%; no Sul, 48,72%; e no Norte, atinge 69,28%.

Talvez essas regiões nos salve de passar por um regime de racionamento de energia, uma vez que o país tem também as termelétricas como suporte. 

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Violência contra torcedores

A violência fora dos estádios em Natal contra torcedores, não importa por qual time torça, mostra-se incontida. Há registros a cada jogo de mais ocorrências policiais.

No último jogo, por exemplo, na Arena das Dunas, realizado sábado, 8 de janeiro, após a partida, entre América e Santa Cruz, pelo Campeonato Estadual, nova ocorrência.

Torcedores do alvirrubro foram alvo de tentativa de homicídio, no entorno do novo estádio. Não é a primeira vez. Em apenas dois jogos realizados no estádio, houve três tentativas.

Aqui, no caso, foram contra torcedores do América,  mas há registros de casos, anteriores a esses do novo estádio, em que o alvo foram abecedistas. 

Vivemos uma época de insegurança com muita violência. Nem mesmo ir a um estádio hoje  é prazeroso e seguro. Vestir as cores do nosso time, então,  ficou pra lá de arriscado.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Desativação do Augusto Severo

Logo agora que o Aeroporto Internacional Augusto Severo, em Parnamirim, na Grande Natal, faz sucesso num ranking nacional como terceiro melhor no país, está com os dias contados.

O mais novo aeroporto em fase de conclusão em São Gonçalo do Amarante, localizado na região metropolitana norte da capital, vai tomar seu lugar.

Ficará longe da zona sul natalense, região urbana de maior demanda aérea, em termos de deslocamento e tempo, o que dependerá muito de bons acessos para compensar a distância.

É aí que está o problema. As obras desses acessos, que já deveriam estar concluídas, estão em atraso. Dependem do governo do Estado que ainda não cumpriu o compromisso.

São dois acessos: um que vai pela zona norte e outro partindo da zona sul. Tanta demora, espera-se que sejam pelo menos estradas seguras, bem iluminadas e sinalizadas. 

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Blecaute preocupa governo

Os blecautes do sistema elétrico estão se repetindo com muita frequência no país. Esta semana, lembro-me bem, acordei com a falta de energia que nos deixou de repente no calor da noite – ou madrugada?

Com a aproximação da Copa do Mundo aqui no Brasil, os chamados apagões começaram a preocupar mais a presidente Dilma Rousseff, que cobra eficiência do setor.

O que parece não faltar são as causas apontadas para esses blecautes no país. Ora, são os níveis baixos dos reservatórios de água das companhias hidrelétricas; ora, é a intensidade dos raios.

Como se trata de um sistema nacional integrado tudo é possível para essas explicações.

Só para se ter ideia, no recente apagão de terça-feira, este ultimo atingiu cerca de 12 milhões de consumidores em 12 Estados do país, de acordo com o que eu li na imprensa.

Problema mais do que suficiente para irritar a presidente Dilma Rousseff, que quer um sistema elétrico "à prova de raios", como disse em sua manifestação pública.

Ora, a presidente que está em campanha pela sua reeleição não vai aceitar falhas. Ela quer dar, publicamente, satisfação à população brasileira.

Dilma teme que esses apagões prejudiquem sua reeleição, com críticas capitalizadas por seus adversários políticos. Não é sem razão sua preocupação.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Desconfia-se de dinheiro petista

O questionamento  é correto: de onde saiu tanto dinheiro para que petistas envolvidos no caso Mensalão possam pagar multas do processo? Foram, na verdade, doações-relâmpago em somas vultosas.

Ao que parece, não basta alegar apenas que partiram de militantes e simpatizantes do partido. Toda essa dinheirama assim da noite para o dia, realmente, gera certa curiosidade.

O ex-deputado José Genoino (PT-SP) arrecadou rapidamente quase R$ 700 mil, enquanto o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares conseguiu que o valor ultrapassasse R$ 1 milhão em nove dias.

No caso de Delúbio o mais incrível é que, praticamente em um dia apenas, foram nada menos que R$ 600 mil arrecadados.

Uma boa grana não se consegue assim tão fácil, daí a suspeita levantada de que se poderia tratar de "lavagem de dinheiro", conforme desconfia o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

Isso levou o ministro a sugerir que é bom o Ministério Público investigar a procedência dessa grana.

Daí, sem perda de tempo, o PSDB de FHC protocolou na Procuradoria Geral da União (PGU) pedido de investigação das doações. Como rende esse tal de Mensalão!

Afinal, como diz o ministro Gilmar Mendes, o caso envolve "políticos corruptos", eis a razão das suspeitas. De mais a mais, existe um velho dizer popular que ensina: "Esmola grande, cego desconfia".   

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Rolo no Mais Médicos

A médica cubana Ramona Matos Rodriguez deixa o programa Mais Médicos do governo Dilma Rousseff, dizendo-se "enganada" pelo governo de seu país.

Para trabalhar aqui, ela recebia apenas US$ 400, equivalente a  R$ 960 (cotação de R$ 2,40), dinheiro insuficiente para sobreviver na realidade brasileira, embora o contrato corresponda a R$ 10 mil.

O restante fica lá em Cuba com o governo dos Castros. Se ela tem mais algum direito a receber dessa grana, irá para uma conta de restos a pagar, e Ramona só verá a cor dele depois de terminado o contrato.

Essa situação levou a médica a entrar com pedido de concessão de refúgio no Brasil, por intermédio da liderança do DEM na Câmara Federal, uma vez que teme por sua vida se retornar a Cuba.

Ramona Rodriguez ao tomar conhecimento que os outros profissionais médicos estrangeiros recebem pelo mesmo programa R$ 10 mil, considerou esse tratamento desigual e injusto.

Claro que é, só o governo Dilma faz vista grossa e aceitou formalizar esse contrato, para ajudar o governo de Cuba, sabendo que aqui as condições de sobrevivência são bem diferentes.

O Brasil é um país capitalista de custo de vida elevado, então, o governo brasileiro já devia saber que ia enfrentar esse tipo de problema ao tratar profissionais do mesmo nível sem isonomia salarial.

Bem que, entre outras questões, o Conselho Federal de Medicina alertou e foi contra. Está aí o pepino.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Fatura entregue vencida

Nos últimos meses e já faz algum tempo, só tenho recebido minha fatura do cartão Híper Bompreço depois de vencida. De quem é a culpa pelo atraso?

É da admimistradora do cartão Híper ou dos Correios? Ou dos dois responsáveis pelo o envio e entrega da fatura ao cliente? Fica a dúvida. Talvez das duas empresas.

Só sei que para não pagar a fatura atrasada, tenho que pegar a 2a via na própria loja do Híper Bompreço. Se não sou obrigado a pagar multa e juros.

Hoje ao ir até lá,  fiquei sabendo que o problema não é só meu, mas de muita gente. Por que danado está acontendo isso? Assim não é preciso nem enviar pelos Correios.

É hora de todo mundo pressionar a empresa do cartão para receber sua fatura em dia. Assim como era antes. Algo de errado está acontecendo.
__________________
NESTA TERÇA 4, em decorrência de atividades outras, deu um branco e não consegui postar nada  no Blog. Deixei para esta quarta-feira.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Viagens ao interior

Foi-se janeiro de 2014 desde sexta-feira 31. Entramos em fevereiro acelerado no rumo do Carnaval em março, quando teremos um bom feriadão para viajar, e depois vem a Semana Santa.

Nesse ritmo chegaremos logo à Copa do Mundo em junho, que se estende até quase a metade de julho. Depois é a campanha das eleições gerais de 2014 que, quando terminada, botamos o pé no fim de ano.

Acabo de chegar de uma das minhas viagens ao interior potiguar, para revisitar minha terra Afonso Bezerra, que parece mais quente do que chaleira em fogo alto. A temperatura só cai um pouco a partir da noite.

Fui a uma festinha com o conjunto musical The Jets Boys, da época de minha adolescência, que mantém ao menos dois componentes de antigamente que se juntam a outros músicos para tocar o baile.

O novo delegado de polícia  – que eu não sei quem é – está botando ordem nas coisas. Soube que a cidade está mais calma, a PM botou pra correr os drogados e acabou com a poluição sonora depois das 22 horas.

Agora impera por lá a lei do silêncio para carros que usam "paredões" de som.