sexta-feira, 24 de março de 2017

MELHORIAS NA BR 101

VIADUTO Bairro com acessos facilitados
Esta semana, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, hoje conhecido pela sigla Dnit, liberou finalmente as passagens de nível inferior sob o novo viaduto da BR 101, em Neópolis, que dá acesso a esse bairro de Natal e adjacências da zona sul. Assim como permite o retorno na direção de Parnamirim, município da região metropolitana.
Era a etapa derradeira que faltava, já que a obra do viaduto havia sido entregue há mais de mês, e estava faltando apenas essas passagens de veículos por baixo da obra principal. Para tornar, definitivamente, via expressa na rodovia em trechos urbanos que passa por dentro de Natal e Parnamirim, outras obras estão em andamento, como o de outro viaduto e passagens inferiores em Emaús, com acesso ao bairro de Nova Parnamirim do município vizinho. Além várias passarelas de pedestres que estão sendo erguidas ao longo desse percurso.
Torci muito, escrevendo aqui, para que moradores de Neópolis e adjacências, tivessem melhores acessos à BR 101 quando se dirigissem no sentido Natal–Centro ou Natal–Parnamirim, sem congestionamentos como acontecia anteriormente nas manhãs logo cedo ou na volta de fim de tardes. Esse tempo novo, graças a Deus chegou, e essas melhoras nos anima.
Hoje você sai tranquilo para ter acesso à BR, que seja de Neópolis, que seja das proximidades como Jiquí, Pirangi e Nova Parnamirim por essa rota. Soube pelo noticiário que o segundo viaduto construído em Emaús, de acesso à região ali. já está em fase experimental para ser liberado também.
É muito bom ver isso acontecendo em meio a tantas notícias tristes, desanimadoras e que nos deixa um tanto pra baixo. Estamos muito próximo de ter uma BR de fluxo intenso sem retenções, porque os semáforos estão sendo retirados com essas obras. São as boas notícias que queremos.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Tá ligado?

CORRUPÇÃO Ópio do nosso Brasil da ganância
Dei uma mergulhada depois do carnaval e desapareci sem postar mais nada. Tive que mudar de computador e a máquina daqui de casa é sempre muito ocupada por todos nós no dia a dia. Resolvi então, dar uma parada para desenfastiar um pouco.

Nesse tempo muita coisa aconteceu e foi noticiada, como também deu pauta para os usuários das redes sociais, como Facebook e Twitter, com muitas idiotices por aí afora, Deus nos acuda. Mas o território é livre e frequenta quem quer. As amizades é que devem ser selecionadas.

Às vezes, quando estou de saco cheio, dou um tempo sem visitas frequentes. Não gosto, por exemplo, de ideologias fanáticas, doentias e cegas. Nem de direita, nem de esquerda! Tá ligado? Sou moderado em tudo, ando com um pé na frente e outro atrás como tática para recuar ou avançar.

O Brasil é o mesmo, nada mudou até aqui. Cada vez mais se descobre corrupção na política e no meio empresarial. Até quando? Creio que precisamos de uma revolução mental, que começa dentro de nós, para mudar isso, a partir destas gerações atuais.

Mas a mudança só virá mesmo com o tempo, talvez só as futuras gerações viverão um Brasil melhor se nós lutarmos por isso. Caso não, vão viver na mesma que nós, com a herança maldita deixada. Coitado dos nosso netos se assim for! Vamos ser otimistas e trabalhar por nova vida.

O mais desafiador que temos pela frente são as eleições gerais de 2018. Até aqui, sem uma renovação do quadro nacional de políticos partidários. Precisamos de gente nova, confiável, que lute pelo país sem os vícios de hoje. No mais, prometo voltar ao espaço aqui, assim que tiver algo a dizer. Até!!! 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Guerra contra o crime

AGÊNCIAS Alvo de criminosos no interior brasileiro
Nem precisa o Banco do Brasil determinar o fechamento de agências bancárias no interior do Rio Grande do Norte. A bandidagem, que toma conta do Estado, encarrega-se disso.

Por aqui, já se perdeu a conta de quantas agências e caixas eletrônicos foram mandados pelos ares nas explosões criminosas de bandos organizados para agirem com violência onde existir uma agência ou posto.

Aterrorizam a cidade do interior visitada, acuam a pouca polícia existente por lá e levam o dinheiro que existir. Depois fecham as estradas utilizando grampos que furam pneus, e somem sem deixar pistas.

Enquanto isso, nosso governador da segurança, como autodenominou-se em campanha nas eleições, está na China, bem longe daqui. Bote lonjura nisso. Fazendo o quê? Sei lá!

Pois sim, o governador potiguar Robinson Faria (PSD) anda pela China e talvez consiga lá o segredo chinês de acabar com a insegurança aqui neste sofrido RN do Nordeste brasileiro.

Interessante é que, a bandidagem sabe se organizar, planejar para atacar cidadezinhas e seus bancos, enquanto o Plano de Segurança Nacional do governo Temer dança feio sem resultados convincentes.

Pelo visto, da capital ao interior do RN não sobra uma agência bancária sem ser dinamitada. Cadê os serviços de inteligência? Os efetivos policiais e a integração nacional de forças contra o crime organizado?

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O espetáculo vai começar!

CIRCO O "globo da morte" é um número desafiante
Fazia anos, muito tempo mesmo, que não ia a um bom circo. Acho que desde menino, quando ia pela cidadezinha interiorana onde morava, assistir a espetáculos desses circos menores, bem modestos, chamados de mambembe.

Pois neste domingo, 19 de fevereiro, reencontrei-me com um circo, desta vez de categoria internacional, aqui em Natal, atendendo sugestão de minha mulher Francisca das Chagas (Chaguinha). Em toda a minha vida fui mais ao cinema, do que ao teatro e ao circo.

Até porque o cinema muito mais acessível até mesmo no preço do ingresso. Teatro é para quem pode e aqui em Natal não é tão fácil boas peças teatrais com gente famosa da televisão e do cinema.

Bons circos, destes que se localizam em áreas centrais ou nobres são mais difíceis do que teatro. Até porque os circos estão desaparecendo hoje em dia e são raros os de categoria. Mas de tempos em tempos aparece um por aqui, que vale a pena ir assistir seu espetáculo.

O Le Cirque me agradou pelos números apresentados e tive a impressão que estava revivendo um tempo que deixei para trás, lá na minha querida Afonso Bezerra da época de meus pais. Ah, que saudades!

Valeu o espetáculo e o domingo para nós, que buscamos nos fins de semana um agradável lazer. O bom espetáculo circense merece, sim, o preço do ingresso e nossos aplausos. A criançada adora a brincadeira dos palhaços e nós adultos ficamos com o coração na mão em números como o globo da morte e outros.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Governo toma uma rasteira

GOVERNADOR Robinson Faria: levou um tranco
Bem feito, o governo Robinson Faria (PSD) levou uma rasteira dos deputados na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Nada mais justo para quem se acha acima do bem e do mal. 

Ora, o governo de Robinson acha-se no direito de não cumprir com deveres, quando não cumpre o calendário de pagamento dos servidores estaduais em dia, sob pretexto da crise financeira.

No entanto, quer cobrar dos servidores, que não pagam contas em dia, porque  não recebem o salário no mês, juros e multas para tributos estaduais. 

Pois bem, os deputados, justamente, entenderam que essa é uma injustiça social, e derrubaram veto do governador para projeto de isenção fiscal que havia sido aprovado.

Claro que nada mais justo. Quem se acha no direito, evidentemente tem de cumprir primeiro deveres. Além de que o governo Robinson Faria, pai do deputado federal Fábio Faria (PSD), não ajusta salários.

Mantém salários achatados pela inflação, não cumpre calendário de pagamento em dia, mas quer cobrar multas e juros desses servidores. Esse mundo é muito engraçado mesmo! 
_________________

Servidores do RN ficam isentos de pagar juros de tributos estaduais